Grupo: Grupo 2

Aventura Anterior: “Horizonte Traiçoeiro”

PdJs: Auron Cramer, Krusther Nesmish, Eberk

PdMs: Vlendzer Goodbarrel, Cedric Longbranch, Miyu Katsurana, Youssef Barandor

Local: Oásis de Arghesh, Reino de Al-Tirân, Alkemor

Encontro com Perathos

O grupo estava desorientado, confuso e com as esperanças abaladas (mesmo por terem tido uma importante vitória contra seus inimigos).

Mas, eles mal esperavam que iriam encontrar alguém que iria restaurar a força de vontade e energia do grupo! Ninguém menos que o próprio Perathos Alberdon, o arquimago de Dulamar e co-líder do Anel Guardião.

Em meio às ondas de calor e a poeira ofuscante das areais do deserto, uma figura aparece, chamando a atenção dos heróis. Trata-se de um humano de idade avançada de barba e cabelos grisalhos, calvo, de olhos azuis serenos, vestindo robes arcanos e portando um cajado acinzentado:

Perathos Alberdom: “Salvem jovens e destemidos heróis da Comitiva dos Bravos! Apesar do intolerante e inexpugnável tempo que corre constante, porém rápido diante das atuais circunstâncias, eu não vos esqueci!”

Perathos se aproxima dos heróis e diz:

Perathos Alberdom: “Não estou aqui para vos explicarem tudo que vem acontecendo, mesmo porque preciso de vocês focados na atual missão. Saibam apenas que a vitória agora é mais do que importante, é decisiva. Os Medalhões de Krynplastor já não se encontram mais seguros como haviam sido deixados pelos Interventores e pela Ordem dos Guardiões e Mantenedores da Magia há exatos 160 anos atrás. Vocês não são os únicos a trabalharem na busca dessas relíquias, tanto eu quanto alguns outros heróis fazem isto neste exato momento. O Medalhão do Poder, perdido nessas terras, é um dos últimos a serem recuperados. O que torna o êxito na busca de vocês algo extremamente necessário. Serei breve e além de auxiliarem com o que posso, de antemão deixo alguns itens que vão auxiliar jornada de vocês. “

Perathos da um passo para o lado, revelando um pequeno baú. Ao ser aberto, poções e pergaminhos são encontrados.

  • 10 poções de cura moderada (2d8 + 10)
  • 8 poções de cura grave (3d8 + 10)
  • 5 poções de proteção ao fogo
  • 5 poções de restauração menor
  • 5 poções de neutralizar venenos
  • 2 pergaminhos de relâmpago (NC 10)
  • 1 pergaminho de localizar criaturas (NC 10)
  • 1 pergaminho de esfera de invisibilidade (NC 10)
  • 1 pergaminho de voo (NC 10)
  • 1 pergaminho de dissipar magias (NC 10)
  • 2 pergaminhos de mísseis mágicos potencializados (NC 9)
  • 3 cintos de poções

Questionado sobre qual caminho tomar, o arquimago responde:

Perathos Alberdom: Vocês precisam a garota Sâmira o quanto antes. Infelizmente, não posso ajuda-los nisso. O bastão de Haran-Pharack os avisará de sua proximidade. Vocês devem seguir até o Oásis de Arghesh e contactar o senhor de lá. Ele é capaz de responder algumas perguntas, mas saibam como trata-lo. A sua sede de conhecimento é proporcional à sua vaidade. Usem isso com sabedoria.

Questionado sobre a maldição de Halaman e o estado de Auron Cramer, Perathos responde:

“Um Sha’ir é um mago especializado em aprender e roubar magias de planos distantes através de um familiar chamado Gen (um extraplanar similar a um gênio). Sha’ires poderosos conseguem escravizar gênios e receber favores dos mesmos. Famosos em Numelkir, os Sha’ires são caçados nos reinos civilizados (principalmente os reinos devotos de Yazlan, como Al-Ghumbak). A maldição das Três Sinas da Morte Negra é uma forma dos Sha’ires obrigarem aqueles com que fazem acordos sejam obrigados a cumpri-los. Três coisas muito ruins ocorreram ao amaldiçoado e podem atingir inclusive aqueles que o cercam. O que exatamente vai acontecer é definido pelo Sha’ir e pelo nível do seu poder. Os Shar’ires sabem exatamente a localização do portador dessa maldição e podem se comunicar com ele a qualquer momento (inclusive para fazer cobranças ou ativar a maldição). Pelo meu conhecimento, a terceira sina foi ativada contra você, Auron Cramer. Se era pra ser a segunda sina, o Sha’ir simplesmente quebrou a sequência (e por consequência o tempo apropriado) dos 3 eventos. Sendo assim, é possível você se livrar da maldição. Eu não sei exatamente como funciona este ritual arcano, mas o guardião de Arghesh saberá!”

Em seguida, ele continua:

Perathos Alberdom: “Irei retardar os efeitos da magia que está crescendo em Cramer para que vocês consigam alcançar o Oásis antes que seja tarde demais. Além disso, seus cavalos serão alvos de um feitiço os farão incansáveis e mais velozes nos próximos dias.”

Chegada ao Oasis de Arghesh

No Oasis, os heróis buscam informações sobre o seu protetor e guardião Arghesh.

Eles encontram com o dragão de latão após passarem por uma série de encontros no Santuário de Arghesh.

O dragão Arghesh explica como podem se livrar da maldição de Halaman:

Arghesh: “Para se livrar da maldição das Três Sinas da Morte Negra, deve-se primeiramente estar em um local apropriado e protegido. Para isso é necessário fazer um círculo de 1,5m de raio com três tipos de areais: areias do plano de origem do seu Gen, areias de Numelkir e areais de Myd-Arventhor. Em seguida deverá pronunciar o nome do Sha’ir ao contrário, três vezes (o obrigando a aparecer). Quando ele aparecer devera falar a as seguintes palavras de poder:

“Iraki astarmaneh ivanish estal margush Numelkir esram manuth Sha’ir. Araku vas! Araku vas! Eskamuth dil manos djinns. Lakuth esturath!”

Depois deverá traduzir em alkemoriano:

Diante das areais e das estrelas, pela antiga e poderosa magia de Numelkir, pela palavra quebrada dos Sha’ires, que as Três Sinas se quebrem! Eu exijo! Eu exijo! Através do Carrilhão dos Djinns, liberte-me da Marca dos Sha’ires!”

Arghesh entao continua a explicar o ritual:

Arghesh: “O Sha’ir será obrigado a remover a maldição. O círculo de proteção aprisiona o Sha’ir, o impedindo de sair de lá. Em adição, caso ele negue remover a maldição, os seus poderes serão sugados progressivamente. Além disso, é possível exigir algo a ele por ter quebrado o círculo das três sinas (uma espécie de desejo restrito). Mas há um risco em se fazer isso, além de criar muita inimizade do Sha’ir. Esse risco pode acabar de vez com a existência do ritualista.”

Realização do Ritual

Após obterem as instruções de Arghesh, os heróis preparam o ritual para livrar Auron da Maldição do Sha’ir.

Os heróis conseguem prender Halaman e o obrigam a retirar a maldição de Auron Cramer. Surpreso, o sha’ir não vê outra saída a não ser liberar o elfo dourado, já que ele havia rompido sua parte do acordo anteriormente.

Além disso, Cramer obriga ao mago a realizar outra tarefa para o grupo: transportá-los para a Floresta das Estacas para que possam impedir o Alfatir Kethjaris e resgatar a garota Sâmira.

Sem alternativas, e com um débito para com o mago, o sha’ir utiliza uma magia de acesso ao Plano das Sombras para guiar o grupo por um trajeto retilíneo, sem obstáculos.

Horas depois, os heróis emergem novamente para o plano material, já nas bordas da Floresta das Estacas, diminuindo assim a distancia dos raptores de Sâmira.

Antes de ir embora, Halaman  jura que se vingará dos heróis por obrigá-lo a passar por essa situação…

Arzien_Oasis_de_Arghesh O Oásis de Arghesh

O Oasis de Arghesh é um local protegido

Arzien_Santuario_de_Arghesh O Oásis de Arghesh

Santuario de Arghesh, um local sagrado para a comunidade do Oasis

Arzien_Astanis O Oásis de Arghesh

Astânis, líder religiosa do Oasis

Arzien_Arghesh2 O Oásis de Arghesh

Arghesh, um Dragão de Latao, o Guardião do Oasis

Nomesimportantes

  • Sorvantheriodax Vhoronarghesh – Arghesh
  • Halaman, pupilo de Angharzeb
  • Nervak – recepção dos heróis
  • Astânis
  • Os Lanceiros de Kvarr (remanescentes de tribos guerreiras do Mirdstão). Líder Baruch.
O Oásis de Arghesh
5 (100%) 1 vote

pinit_fg_en_rect_red_28 O Oásis de Arghesh

Leia Também: