Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Greyhawk, Histórias de Greyhawk

História Antiga – As Catástrofes Gêmeas

Greyhawk_1-600x396 História Antiga - As Catástrofes Gêmeas

O  motivo da causa do ódio entre o Império Suelita e o Império Baklunish está perdido no tempo, mas o resultado final da guerra entre eles assombra até mesmo os dias modernos. Depois de décadas de conflitos, os Magos Suelitas convocaram a Invocação Devastadora sobre o Império Baklunish, resultando num apocalipse cujo tamanho continua um mistério até hoje. Cidades inteiras e incontáveis pessoas desapareceram de Oerth, deixando para trás pouquíssimos sinais da grandiosa civilização que reinou das montanhas Sulhaut até o Oceano Dramidj.

Em retaliação, um grupo de Teürgues Baklunish se reuniu em um grande círculo protetor de pedra, conhecido como Tovag Baragu, e convocaram a Chuva de Fogo Incolor sobre seus inimigos tão odiados. O céu sobre o Império Suelita se abriu, meteoros vieram à Oerth e todas as coisas sob aquelas fendas brilhantes no céu foram queimadas e tornaram-se cinzas. Tão terrivelmente esses ataques afetaram o mundo que eles ficaram conhecidos como as Catástrofes Gêmeas, um termo entendido por praticamente qualquer residente em Flanaess. As Estepes Secas e o Mar do Pó são resultados geográficos destes acontecimentos arcanos, no qual hoje se perde no conhecimento para maioria das criaturas – ainda que para o bem delas.

Milhares sobreviveram aos primeiros anos do Conflito Suelita-Baklunish fugindo para o Leste através das Crystalmists. Os Oerid, uma confederação de tribos bárbaras em proximidade com os impérios destruídos, viu esta guerra (e as hordas de goblins e Orcs mercenários contratados por ambos os lados) como um sinal para eles procurarem o seu último destino: migrando para o leste ainda mais. Eles foram os primeiros grandes grupos a adentrarem o continente dos povos Flã, termo pelo qual usaram para nomear o continente de Flanaess.

Refugiados Suelitas logo os seguiram, algumas vezes trabalhando com eles para pacificar a terra, mas geralmente lutando contra pelo domínio destas áreas. Por dois séculos, Suelitas e Oerid lutaram pelo controle da região das Crystalmists, nas costas de Solnor. Muitos Suelitas foram derrotados e fugiram, e estas batalhas perdidas os empurraram para a periferia de Flanaess.

Apesar de alguns povos Baklunish migrarem para o leste, muitos foram para o norte na direção das montanhas Yatil, ou do Oceano Dramidj, onde suas culturas ancestrais sobrevivem até os dias de hoje. Os muitos mercenários não humanos que os Oerid trouxeram e agora tentavam evitar, encontravam-se espalhados por essas migrações. Muitas das criaturas profanas que agora envenenam Flanaess chegaram seguindo os Oerid e os Suelitas. Esses renegados mercenários seguiram os humanos, em busca de saques, comidas e escravos.

História Antiga – As Catástrofes Gêmeas
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 História Antiga - As Catástrofes Gêmeas

Leia Também:

3 Comments

  1. Muito interessante essa coisa das guerras étnicas, pois trazem o mundo de fantasia para a triste realidade de nosso mundo real, lhe dando verossemelhança… Mas o que foi o pivô disso?

  2. Até hoje jaz em um mistério. Dentro em breve esse evento completará 1.500 anos de ocorrido e segundo os adivinhos, Flannaes se aproxima do movimento de retorno, onde uma nova catástrofe abaterá sobre o mundo conhecido…

  3. Bem. Os Cavaleiros da Aurora Reluzente não deixaram que isso aconteça! Isto é… se sobreviverem a Casa do Fosso e ao Templo do Elemental Maligno! kkk

Leave a Reply

Theme by Anders Norén