Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Aventuras em Crivon, Crivon

O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Para ver a parte IV, clique aqui.

portao-do-paladino-ecnor O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Enquanto o Portão do Paladino se abria um batalha épica ocorria.

O combate foi difícil, pois em determinado momento Rudolf e Garibaldi tombaram, sendo socorridos prontamente por Anna e Esmeralda. Ao final, os heróis prevaleceram com a vitória final da dupla Joshua e Tinthalion que conseguiram sobrepujar o diabo de chifres Dreckmon, líder daquele destacamento.

Enquanto alguns atravessaram o portão que se abriu lentamente, aqueles que seriam os últimos a atravessar, Markin, Wenishy e Zell, perceberam uma grande nuvem de poeira a algumas centenas de metros atrás deles, Tinthalion com sua primorosa visão, conseguiu discernir uma grande horda de diabos assustadores, que havia se desligado do exército maior, rumando a toda velocidade em direção ao Portão do Paladino, ignorando os adversários que os confrontavam (demônios do Abismo).

Neste instante, para a surpresa e alegria deles uma grande e nova falange surgiu interceptando o caminho deles. Eles perceberam que o reforço havia chegado, as Legiões Insanas interceptaram os inimigos, combatendo-os com todo o vigor.

Racesofwar O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

As Legiões Insanas chegaram para deter o levante inimigo.

Contudo algumas daquelas criaturas conseguiram burlar o bloqueio e se dirigiram rumo ao Portão do Paladino. Percebendo a chegada iminente daquelas criaturas e da imperiosa necessidade de uma tomada de decisão rápida, antes que Poderkaine declarasse sua ordem, Zell falou:

– Sabe o que deve ser feito Wenishy. Agora vão! Eu os segurarei o máximo que puder. Não podemos deixar que algum deles consiga atravessar o portão.

Assim que vocês passarem, eu o travarei magicamente, mas isso não o manterá fechado por muito tempo, espero que apenas pelo tempo que precisarem para tirar Ecnor daqui.

Agora vão, VÃO!

Assim, a dupla se despediu do arquimago Zell Relâmpago Ardente, que ficou para trás para impedir a passagem dos diabos.

Relatos posteriores informaram que o arcano pereceu, após exaurir todo o seu poder mágico numa poderosa explosão elétrica. O marco de sua morte pareceu a todos como se cem trovões tivessem ecoado ao mesmo tempo.

Alguns alegam que o som estremeceu toda Avernus, fazendo os diabos mais fracos estremecerem com os estrondos. Após o término da magia, o arquimago desapareceu, deixando dezenas de montes de poeira e marcas no chão. Disseram que ele, aparentemente, teve seu corpo consumido no processo da poderosa magia empregada, sem deixar vestígios além de muitos chamuscados e marcas na área do portão principal.

Zell-Trovao-Azul-arquimago-356x600 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Zell ficou para defender o portão de Ecnor.

Quando atravessaram o Portão do Paladino, Wenishy e Markin sentiram como se flutuassem para uma nova realidade, como se tivessem atravessado novamente um portal entre dimensões.

Eles adentrando a Cidade de Lothian e perceberam que seus aliados observavam desalentados para uma estranha e sinistra realidade.

A volta deles parecia que a luz do dia havia sumido e deixado uma tênue luminosidade fria, como uma penumbra eterna, onde sobras furtivas passavam rapidamente por entre eles a todo instante como um vento sem frescor, uma porção de rochas opacas de tamanhos variados estavam aleatoriamente dispostas pelas ruas e pátios da cidade, como sentinelas silenciosas.

plano-das-sombras-600x450 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Ecnor obscurecida.

Pareceu a eles que estavam numa versão obscura e sombria da Cidade dos Cavaleiros Sagrados. Abismada, Tyla não se conteve e desabafou:

– Onde, em nome da sagrada Lâmina de Tyr, estamos nós?!

Tyla-Eowyn-5-338x600 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Tyla Rufgard se assustou.

Enquanto Anna ficou de prontidão com Rudolf a investigar a volta do grupo com Garibaldi, Markin, procurando em meio ao seu parco conhecimento sobre planos, deduziu que o efeito do ritual macabro havia repartido Ecnor entre os planos, fato que a fazia tão preciosa para os seres do mundo inferior, impressionado com sua dedução e afim de expor sua hipótese aos demais, disse a todos:

– Tyla e demais, agora percebo a importância de Ecnor para aqueles corruptores. O Reino de vocês esta repartido entre os planos, residindo ao mesmo tempo entre o Plano Material de Crivon, o Plano Infernal dos Sete e o Plano das Sombras, também conhecido como Umbral.

Devido a isso, esse território se tornou um verdadeiro portal gigantesco que permitiria uma larga travessia entre os planos. Realmente é uma façanha perfidamente impressionante! O que torna imperativo que elucidemos essa questão o quanto antes!

Glorfindel_MagaliVilleneuve-1 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Markin deduziu o que havia acontecido.

Prontamente Galahad disse que o grupo deveria se apressar, quando para a apreensão de Wenishy, que estava curioso sobre aquelas rochas quase opacas que os cercavam, conseguiu discernir algo que o fez declarar exasperado, para a surpresa de seus amigos:

– Amigos, vejam! No interior dessas rochas existem pessoas! Parecem petrificadas.

Seus aliados prontamente verificaram as rochas a volta deles e em todas haviam pessoas, homens, mulheres, velhos, crianças e até animais. Ao que parecia, alguma força havia petrificado a todos.

Greyhawk_Lar-de-Tamoreus5 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Sombras espreitaram os heróis.

Enquanto procuravam um sobrevivente em meio aquelas vítimas, Anna percebeu que algumas sombras haviam se movido sorrateiramente até o alcance deles e alertou o grupo. Subitamente, sombras emergiram em fúria, atacando-os com velocidade. Algumas delas foram afugentas, outras desintegradas pela luz da fé, mas muitas permaneceram para o confronto que se deu, sendo destruídas pelos heróis.

Percebendo que pouco havia para se fazer por aquelas desafortunadas pessoas petrificadas, o grupo seguiu seu caminho até a Catedral da Justiça Vigilante, enfrentando muitas sombras e gárgulas em seu caminho até o local.

Ao chegarem na longa escadaria da Catedral, Wenishy e Galahad pressentiram uma poderosa presença maligna na retaguarda deles. Ao se voltarem, eles viram um adversário que inicialmente lhes pareceu fantasmagoricamente familiar, pois trajava a armadura, deteriorada e chamuscada – em alguns pontos, da Família Goltana, cujo o único portador somente poderia ser o Quinto Marechal de Ecnor, o paladino e cavaleiro templário, Lorde Cristopher “Lâmina Dupla” Goltana.

A volta dele, se encontravam uma pequena e silenciosa legião de mortos-vivos variados, alguns de aparência bem velha e esquelética, outros pareciam mortos recentes (provavelmente aqueles que não haviam sido petrificados, concluíram).

Silenciosamente, seguiram e se reuniram àquele guerreiro esquelético, naquele lugar para barrar o caminho dos heróis.

cristpher O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

O Cavaleiro da Morte Goltana.

De dentro de seu elmo chamuscado, podia-se ver a caveira do cavaleiro com pontos luminosos malévolos queimando como duas pequenas tochas crepitando em suas órbitas oculares. Com uma voz fantasmagórica, como se fosse proveniente do fundo de uma caverna fria, a cavaleiro caído disse:

– Vocês estão em meus domínios invasores! Sua chegada aqui foi inoportuna, pois recebi este reino por meus méritos e agora sou seu único Senhor. Mesmo que tenham atendido ao chamado do combalido sacerdote Tyfrass, que ainda resiste ao poder das sombras no interior da Catedral, vocês assim como ele e aqueles que protegem, mais cedo ou tarde, sucumbirão e se unirão a minha legião de guerreiros. Todos me servirão como súditos. Agora ajoelhem-se e me sirvam ou fiquem de pé e morram.

Neste instante, o grupo percebeu que as forças de Ecnor haviam sido traídas por um de seus mais importantes súditos, um dos cinco marechais do reino.

Diante da aterradora aura de maldade e poder de Goltana, muitos estremeceram, dentre eles Tyla, que conheceu o poder do cavaleiro em vida, porém percebendo que a justiça deveria ser levada imediatamente aquele traidor, ignorou o medo e o arrepio que sentiu, se atirando intempestivamente em ataque contra ele, mas teve sua dianteira impedida por uma trupe de mortos-vivos.

photo-full O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Mortos vivos confrontaram os heróis.

Deu-se início ao confronto da escadaria, contra o cavaleiro caído Cristopher e seus mortos-vivos.

A batalha foi extremamente árdua, pois vultos e caniçais estavam entre os atacantes e o cavaleiro morto era um adversário difícil e mortífero, contra o qual Wenishy, Markin, Rudolf e Anna tiveram que enfrentar diretamente, enquanto Tyla, Galahad, Garibaldi e Esmeralda confrontaram, os mortos-vivos que representavam ameaça ao quarteto principal de combatentes que se digladiavam com o líder das criaturas, que se mostrou um perito usuário de magia profana, enfraquecendo aos dois subgrupos, utilizando muita tática e uma astúcia incomum para um morto-vivo.

Rudolf-600x477 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Rudolf Steiner, o guerreiro.

O poder combativo daquele que Esmeralda conseguiu identificar como sendo um atual Cavaleiro da Morte, era muito superior ao daqueles combatentes, que após a queda de Rudolf, atingida por um corte poderoso da espada larga do cavaleiro corrompido, contou com o apoio de Galahad enquanto Anna e Esmeralda, sob a cobertura de Tyla e Garilbadi, tratavam dos ferimentos do combalido guerreiro. Mas o auxílio prestado por Alan acabou sendo sua ruína, uma vez que ele foi rapidamente derrubado por um poderoso e destrutivo golpe, ficando inconsciente e fora de combate.

Esmeralda-Martelo-de-Tyr2-413x600 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Esmeralda Martelo de Tyr.

Subitamente, Gérard pulou contra o cavaleiro da morte com toda sua fúria, desferindo fortes golpes provenientes de suas duas espadas e fortalecidos pelos titânicos ataques de Joshua e Tinthalion que decidiram vingar a derrota do glorioso paladino de St. Erzurel. Enquanto era examinado pelas duas clérigas do grupo.

Contrariando seu instinto de sobrevivência, Tyla decidiu, percebendo que não haveriam obstruções a sua iniciativa, se lançou numa ofensiva contra o Cavaleiro da Morte Goltana, mesmo contra a vontade de Wenishy e Garibaldi que lhe pediram para não se aproximar.

Nesse rápido momento de distração, todos os atacantes foram atingidos, inclusive o próprio cavaleiro da morte, por um poderoso ataque flamejante que eclodiu a partir do monstro conjurador, levando a nocaute quase todos os combatentes, mas enfraquecendo o conjurador no processo.

fireball2 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

O Cavaleiro da Morte explodiu.

Apenas Wenishy permaneceu a duras penas em pé, rapidamente convocou uma benção de Tyr para curá-lo. Quando, impotente naquele instante, Poderkaine presenciou Rufgard, que não havia entrado na área de destruição, se atirando em carga com uma oração em seus lábios e sua lâmina em riste aos céus contra a criatura que se limitou ecoar um sinistro som de riso abafado pelo elmo, diante daquela iniciativa que julgou infantil, contra um poder maior do que o que aquela jovem poderia confrontar.

Para a surpresa de Joshua, de Esmeralda e Anna, um raio de luz emergiu da lâmina de Tyla e num estrondoso golpe, a combatente conseguiu trespassar a proteção da armadura do morto-vivo e atingi-lo num golpe magnífico. Na sequência, todos viram Tyla sobre o corpo inerte do cavaleiro da morte, que não exibiu mais a luminosidade em suas cavidades oculares.

Tyla-Eowyn-4-600x550 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Tyla desferiu um magnífico golpe para a surpresa da criatura enfraquecida.

Em meio a fumaça que se formou, oriunda do golpe da jovem, uma leve aura cobriu a ex-paladina. Wenishy, chorou em alegria agradecendo a seu deus pela dádiva, pois percebeu que Rufgard havia encontrado a redenção.

Joshua foi até ela e os dois se abraçaram, trocando um longo beijo com gosto de lágrimas. Pois em meio a toda aquela tristeza e desolação a esperança havia ressurgido.

Para ver a continuação dessa aventura, clique aqui.

Criação e elaboração: Patrick, Bruno Santos, Aharon Freitas
Fonte da imagem da capa: acervo pessoal – desenhista: Shin;
Fonte de imagens: acervo da internet.

O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 O Resgate do Reino dos Cavaleiros Sagrados, parte V

Leia Também:

5 Comments

  1. Fantástico.

    Uma dúvida, onde estavam:

    NPCs envolvidos:
    Rudolf Steiner – humano brigante – guerreiro
    Anna Gainsborough – humana ariana – guardiã (clériga de Helm)
    Gérard Garibaldi – humano motaviano – guerreiro
    Noah Isa Lanai Miseris (Lutz) – humano bórgon – arquimago
    Diversos…

    Ordens envolvidas:
    Cultistas das Trevas
    Cultistas da Morte
    Cultistas Infernais
    Legião dos Insanos – congregou várias ordens de cavalaria
    Legiões Infernais de Avernus

    ?

  2. Que bom que está gostando Bruno, agora vamos as respostas:
    1 e 2 – Putz! Não é que me esqueci das passagens de Rudolf e Anna nessa trama toda?! hauhauahuahuahuhauhauha… Irei revisar os textos e incluí-los;
    3 – Ele estava descrito, desde o início da trama;
    4 – Noah participou ativamente. Contudo, em determinado momento (vide textos anteriores), ele parte em conjunto com outros heróis para ajudar Lothar;
    5 – Diversos… Quais?

    Sobre as Ordens envolvidas:

    1, 2 e 3 – Os cultistas da morte, das trevas e infernais, participaram no início enviando Ecnor para o plano dos Sete Infernos, depois é só menção;
    4 – A Legião dos Insanos é o grupo ao qual os CaLuCes tiveram que ingressar para ajudar os motavianos de Ecnor para resgatar seu reino de volta;
    5 – As Legiões Infernais, são os diabos que os aventureiros enfrentaram por todo o caminho até chegarem em Lothian.

    Espero ter respondido. Fico feliz que tenha observado, comentado e apontado os erros! Parabéns!

  3. Que Saga!

    Grande aventura nos planos inferiores…pena que não participei

    No aguardo do desfecho dessa história!

  4. Zell, Grade Figura, surge e se vai, Desfecho, épico.
    ansioso para a parte final.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén