Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Forgotten Realms, Histórias de Forgotten Realms

Reflexões de um Velho Peregrino

768ed-chaniud27s2bsymbol Reflexões de um Velho Peregrino
Já era noite e Kirkmund refletia sobre a conversa q teve com o idoso pedinte. Entendendo como era frágil a vida e como precisava ser protegida diante tantos interesses escusos e ruins. Ele se sentia com seus ossos e o peso da idade como o velho mendigo e quase sentia saudade do frescor da sombra de um coqueiro de sua casa no belo Oásis de Safira.
Até que ao passar pelo hall de entrada da cidadela da adaga observou uma comitiva de homens de armas guiando uma carroça e sobre esta um caixão embolorado e antigo. As pessoas observavam o grupo dos destemidos caçadores de vampiros e se sentiram agraciadas pela presença daqueles forasteiros na Cidadela da Cachoeira da Adaga.

Kirkmund teve a certeza de que com a proximidade de sua aposentadoria deixaria o mundo nas mãos de grandes e corajosos heróis.  Uma verdadeira Comitiva de Bravos!

A comitiva dos Bravos adentrava os portões da vila,  sendo seguido por uma dúzia  de curiosos que apontavam para o velho caixão.
“Olhem eles pegaram um vampiro”
“Quem são estes homens ? Eles devem ser experientes caçadores “
“Devemos chamar os caçadores da luz “
O imponente bárbaro conduzia a carroça com seus músculos e tatuagens a mostra, sentado ao seu lado esta um jovem e belo elfo do sol que observa a reação do povo com certo desdém tipico de sua raça e no fundo da carroça,  sentado em cima do caixão é possível ver um homem  com uma expressão forte e sabedoria no olhar seu corpo esta coberto por um manto vermelho desbotado e rasgado, mas todos sabem o que ele representa.
Na frente da capela da Luz um velho e experiente sacerdote observar seus companheiros e é  tomado por uma sensação boa ao ver no que aquele  antigo e caótico grupo esta se tornando.
Ele tem uma certeza de que com a proximidade de sua aposentadoria deixaria o mundo nas mãos de grandes e corajosos heróis.  Uma verdadeira Comitiva de Bravos heróis.
As atenções do velho  sacerdote e tomada por uma conversa no meio da multidão…
“Eles podem nós ajudar, só temos que convence los”
 “Eles são heróis,  não são? “
Os três homens vão em direção a taverna para esperar os heróis e assim tentar conversar com os novos caçadores de vampiros
Reflexões de um Velho Peregrino
Avalie o conteúdo

Leia Também:

1 Comment

  1. Uma reflexão bem interessante de um personagem veterano. Será o início de um diário de viagens? Aguardemos pela continuação.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén