Para ver a primeira parte, clique aqui.

Para ver “o punhal sagrado”, clique aqui.

Personagens envolvidos:
Forflin dos Muitos Livros – anão da montanha – mago

forflin-estuda-em-frente-a-floresta-by-Shin-600x600 Uma cura para o combalido capitão, parte final

Forflin dos Muitos Livros

A gnoma Lypothym

A busca por uma cura para o Capitão Uthigar levou Forflin novamente até as bordas da Floresta do Medo, com seus colegas: Edgar, Igor, Thunderlad e um novo integrante, o lobo chamado Beril, amigo de Igor, nosso rastreador.

Após os preparativos para a nova jornada em busca do auxílio da druidísa Morigan Ente Negro, aparentemente a única pessoa nas redondezas, capaz de curar o envenenamento do Capitão Uthigar. Forflin comprou uma mula chamada Bri, do comerciante gnomo Blen, seu último contratante, e pernoitou num quarto do Aras para unir-se aos aliados de jornada pela manhã do dia seguinte.

Pela manhã, uma vez reunidos se dirigiram à floresta na borda do bosque, Igor solicitou que cada um aguardasse enquanto seu lobo companheiro sentia o cheiro de cada uma dos integrantes, para que ele se acostumasse com a presença deles, que já haviam participado em duas jornadas anteriores, feito isso, encaminharam-se para a mata. Forflin, pensando em medir o grau de perigo do bosque através da reação de seu familiar, sacou seu sapo do bolso, sendo que o mesmo voltou para seu local de repouso antes mesmo que pudesse sentir o ar da mata, fato que deixou o anão com receios.

Quando adentraram os Bosques de Unicórnio Cinza, rumo a residência da druidisa, local conhecido pelo mateiro do grupo, que se mostrou aflito para ir em busca daquela que, segundo ele, foi a professora de muitos mateiros da região. Após 2 horas de caminhada, se depararam com um grupo de goblins que investigava uma área de ritual, onde pareceu ter ocorrido algum combate recente. No local havia o corpo de um urso marrom.

Greyhawk_GG18-600x333 Uma cura para o combalido capitão, parte final

Goblins investigam o local.

Os protagonistas se mantiveram em silêncio e mantiveram distância, tentando descobrir o que eles estavam procurando, no entanto quando viram que dois deles haviam descoberto e retirado de um tronco oco, uma gnoma ferida e desacordada, iniciaram o ataque contra o grupo goblin.

cena-1-combate-uma-cura-para-o-capitao-contra-os-gobllins Uma cura para o combalido capitão, parte final

Cena de combate 1 – aventureiros X goblins – Fonte: roll20

Igor, Edgar e Forflin disparam com seus arcos e besta, enquanto Thunderlad dirigiu-se contra aqueles que haviam tirado a gnoma de seu abrigo para liquidá-los e tratá-la. Contudo o grupo goblin foi maior do que o previsto, pois quando os goblins começaram a gritar por ajudar, apesar da tenacidade do grupo que ia derrubando um a um os inimigos, mais surgiram. O combate foi violento, mesmo contando com o auxílio do lobo Beril, a quantidade de inimigos foi grande, vindo de todos os lados, o que tornou o combate extenuante e propenso a falhas. Ao final, devida a coordenação do grupo, auxílo mágico de Forflin com sua mão flamejante e posterior apoio combativo, onde se mostrou um combatente feroz, o grupo foi vencedor, no entanto Igor saiu do confronto gravemente ferido. O grupo goblin foi vencido, e o cenário resultante disso foram os corpos de 12 goblins espalhados por toda a clareira.

lippotyn-464x600 Uma cura para o combalido capitão, parte final

Lypottin Ente Negro.

Após a recuperação de todos, Forflin tentou convencer Lypothym, que informou que o urso chamava-se Calil e era amigo da druidisa Morigan, que aparentemente a havia salvo de uma luta contra ogros, mas estava agora desaparecida. Forflin tentou persuadir a gnoma  para acompanhá-los na busca por Morigan Ente Negro, porém, apesar dos pedidos, a mesma recusou demonstrando inquietação em fazer alguma atividade, contudo em retribuição e como única assistência ao grupo, curou alguns dos ferimentos infligidos em Igor e Edgar. O anão arcano deixou ainda assim, alertas necessários para a situação de ameaça orc nas redondezas de Unicórnio Cinza, despedindo-se de Lypothym, que partiu para a floresta.

Malditos worgs

Worgs_-_Richard_Sardinha Uma cura para o combalido capitão, parte final

Worgs espreitam o grupo – worgs_by_richard_sardinha

Relato de Forflin: “A incursão na floresta continuou por mais 2 horas, até chegarmos num afluente do Rio Nei, que era transpassado por um grande tronco de carvalho. Próxima à margem do rio, encontrava-se a choupana da druidesa que procurávamos. Ao que resolvemos nos aproximar, no entanto, fomos cercados por três ardilosos vigias, worgs, que nos espreitaram, aguardando que uma parte do grupo tivesse atravessado a ponte de tronco, para nos pegar separados, o que nos causou desgostos e ferimentos. A muito custo esta terrível ameaça foi vencida, graças a admirável habilidade em combate de Edgar e Thunder. No entanto Igor foi quase morto na investida worg e eu escapei por pouco.”

cena-2-de-combate-uma-cura-para-o-capitao-worgs Uma cura para o combalido capitão, parte final

Cena de combate 2 – aventureiros X worgs – Fonte: roll20

Após o combate, restou ao grupo buscar por Morigan na estrutura. Porém, foi observado que sua choupana estava destruída, com vestígios de chamas ao redor e árvores enegrecidas. Vasculharam e encontramos as poções de cura (uma delas de cor azul), alguns emplastros para tratamento de ferimentos e uma esmeralda, que o anão arcano fez questão de guardar consigo para posteriormente verificar seus mistérios. Tão logo encontram o que precisavam e descobriram mais nada, se apressaram para retornarem a vila.

No retorno, foram surpreendidos por um grupo pequeno de orcs, que após uma rápida porém mortífera luta, rendeu a eles suas quatro cabeças devidamente encaminhada aos cuidados dos guardas da torre.

Relato de Forflin: “Minha pequena mula foi de grande auxílio. Seja na carga dos itens e espólios, seja nos momentos necessários de fuga para alguém não acostumado aos embates sangrentos das armas.”

Unicórnio Cinza sitiada!

Após 4 horas de viagem o grupo chegou, já tarde a vila de Unicórnio Cinza, entregou, com urgência, o solicitado por Murdock e recebeu em retorno o combinado além da agradável notícia da recuperação do capitão.

Relato de Forflin:“Ao fim daquele cansativo dia, chegou-nos a triste notícia do cerco formado contra a vila. Quem nos trouxe a notícia? O próprio mensageiro da vila que havia sido enviado pelo sargento, um dia antes, com o propósito de avisar a cidadela próxima do perigo iminiente. Como? Com seu próprio corpo decapitado e arrastado por seu cavalo. Com um estupefato guarda e outro que rapidamente foi parar o cavalo e separá-lo de sua carga arrastada, me dirigi até o cavalo, onde vi a minha carta, com manchas de sangue caindo ao chão…”

Diante do alvoroço e consternação criados pela cena, o Capitão solicitou uma audiência com seus salvadores. Ao se encontrarem com ele, viram um homem convalescente, no entanto de porte forte, palavras firmes e decididas, que diante das novas informações que lhe foram trazidas, sem pestanejar, decretou que os entornos da vila estavam sitiadas e que seria uma questão de tempo até que ocorresse a invasão.

O Capitão, perguntou se o grupo estaria disposto a uma nova tarefa, ainda mais arriscada que a anterior e ofereceu uma recompensa para cada um dos integrantes da missão, 150 povos (moedas de ouro) e uma insígnia para livre acesso à Cidadela Templo de Elorian para a execução de um plano: levar uma mensagem de socorro para as autoridades da Cidadela. Para tanto seria preciso um plano audacioso, uma vez que segundo Uthigar os infames orcs já haviam obstruído a via fluvial e bloqueado a terrestre, com auxílio de uma pequena guarnição eles atrairiam a atenção dos orc na estrada, enquanto o grupo seguiria por dentro da Floresta do Medo, rumo a cidadela e entregaria a mensagem as autoridades de lá.

Ao aceitarem a missão, o grupo decidiu pernoitar no humilde casebre de Igor, nos limites da vila, onde guardaram todos os seus pertences num local secreto da residência do rastreador e descasaram o quanto puderam para o dia seguinte.

Relato de Forflin: “Ainda resta uma breve e perigosa missão para nosso pequeno grupo de aventureiros: passar despercebido pelo cerco e solicitar ajuda das tropas próximas.”

Para ver a continuação, clique aqui.

2.6 Ganhos em experiência

Geral: 

1- Interpretação (poucas dispersões e conversação off game, mesmo com os problemas técnicos foi proveitoso em todas as sessões) – 300 ptos
2- Aventura (completaram com êxito) – 300 ptos
3- Salvaram Lypothym – 150 ptos
4- Combates (cena 1: contra 12 goblins = 1200/4 = 300 ptos + cena 2: contra 3 worgs = 1800/4 = 450 ptos + cena de combate 3: contra 4 orcs = 600/4 = 150 ptos) Total: 900 ptos

Individual:

Elaboração de resumos para o mestre (parte 1 = 200 ptos + parte 2 = 100 ptos) Total: 300

Total: 1950 ptos

 *************************************************************************

Foram 2 sessões de jogo para iniciar, terminar a aventura e dar início a nova, em 9 horas intra jogo. As evoluções poderão ser feitas após uma noite de sono dos pjs, antes do início efetivo da próxima missão.

Materiais elaborados pelos jogadores em prol de Crivon Toran, receberão pontuações em experiência!

 Agradeço pelo bom jogo, foi dramático, agitado e muito legal!

Elaboração do resumo e capa do artigo: Forflin dos Muitos Livros
Revisão e acréscimos: Patrick Nascimento
Fonte de imagens: internet

 

Uma cura para o combalido capitão, parte final
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 Uma cura para o combalido capitão, parte final

Leia Também: