Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Crivon, Reinos de Crivon

Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Para ambientalização das aventuras do Grupo do Falcão. 

Toran’s Kingdoms: The Barony of Caerleon.

crivon-caerleon Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Brasão de Caerleon estampado no escudo da guarda.

Continente de localização: Toran
Região de localização: Sul de Brigstone
Tendência: Neutro e bom
Nome do Castelo:  Asten
Idiomas: Comum; Leonídeo; Anão;

Breve histórico

A fundação do Reino de Caerleon se mistura com a fábula que envolve o fato do surgimento do primeiro dos reinos humanos em Brigstone. Pois o mito de sua formação alega que os primeiros colonos edaitorans enviados pelo poderoso Império de Toran a essa área, tiveram de vencer muitas adversidades, entre orcs brutais, gnolls sanguinários, leonídeos territorialistas e anões insensíveis.

Liderados pelos irmãos e capitães do Império, o astuto ratreador Jonhston Sages e o tenaz e grande líder, o paladino Phereder Sages, os colonos conseguiram chegar a planície do Leão, vencendo as adversidades, forjando alianças e consolidando sua presença naquelas terras, contado, por fim, com as bençãos de uma divindade local, Caerleon.

crivon-Escultura-de-nobanion-entrada-da-cidade-600x334 Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Grande estátua à Caerleon no Pátio do Leão de Ouro – Grande Pátio de Entrada da Cidade.

Com o término da Guerra do Fogo e do Mar e a vitória de Maphetrin, os antigos reinos perderam sua autonomia, pois seus reis naturais tiveram de conviver com a formação de conselhos que lhes ajudam na tomada das decisões e políticas de governo.

Foram desmilitarizados, com a criação do Exército de Almekia, todavia, o Baronato de Caerleon mantem um batalhão próprio com um número de combatentes o suficiente para manter toda a proteção da cidade e do Castelo de Asten, antiga e ancestral sede real.

Relevo

Localizada na Planície do Leão, ela está num grande platô em meio a muitas planícies e colinas. Ficando a 600 metros acima do mar e é banhada pelo Rio do Leão, que deságua no Mar da Sorte e serve de navegação e ponto de acesso de seu porto na Cidade Girassol até Malphetrin.

crivon-caerleon-1-600x430 Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Caerleon vista de um ponto alto na Colina do Leão.

Divisão do Baronato

Tem em suas cercanias, as seguintes cidades: Marca de Leão Maior (norte), Marca da Fenda (sul), Marca do Grifo (leste), Cidade Portuária de Girassol (oeste)

Vilas: Dente de Leão; Vila dos Leonídeos; Sarapintada.

Governo e governabilidade

Senhor das terras: Barão Hedrick Caerle Sages VII (39 anos)
Sucessores: Princesas Amélia Caerle Sages (21 anos) e Alexandra Caerle Sages (19 anos) e príncipe Hengist Caerle Sages (9 anos).

  • O Grande Conselho de Caerleon é composto pelos seguintes integrantes:
  • Marques Rudolf Calindor (Marca de Leão Maior);
  • Marques Filipe Brendarf (Marca da Fenda);
  • Marquesa Sara Milbrant (Marca do Grifo);
  • Marques Herold Milavon (Cidade Portuária de Girassol);
  • Dom Claudio Oliver (Vila Dente de Leão);
  • Dona Ferina Silf (Vila dos Leonídeos);
  • Dona Dorothy Dandolver (Vila Sarapintada).

Religião

São admitidos todos os cultos a divindades não maléficas, no entanto, possuem culto regular e sede religiosa as seguintes divindades:

  1. Caerleon – Santuário do Leão (uma capela sob a grande estátua do leão);
  2. Philaha – Igreja da Alvorada;
  3. Chauntea – Santuário do Pasto Santo (ao ar livre, na Fazendo de Zest);
  4. Sune – Templo da Arte (um grande teatro que recebe menestréis, saltimbanco, outros artistas);
  5. São Erzurel – Templo do Escudo;
  6. Bartha – Monolito (uma área ao ar livre no exterior da cidade);
  7. Magnus – Igreja das Espadas Sonoras.
crivon-Caerleon Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Caerleon ainda é cultuado entre o povo.

Relações com outros Reinos

 

  • Falcon – outrora teve rusgas, mas após a unificação de Brigstone, através do recém-criado Reino de Almekia, sua relação passou a ser harmônica. Com o casamento entre o regente de Falcon e uma das princesas de Caerleon, espera-se que as relações passem a ser de aliança;
  • Ophir – relações neutras, convivendo sem conflitos dentro do território do Reino de Almekia;
  • Almekia – Aliado inicial de Malphetrin, quando esta se rebelou contra o Reino de Falcon,apesar de ter entrado em bancarrota durante o conflito que levou a unificação e criação do Reino de Almekia, foi fortalecido pelo novo reino, que redistribuiu os espólios e pôs o baronato de volta nos eixos.

Povo

Assim como nos demais reinos no mundo, a população de Caerleon diminuiu e hoje conta com aproximadamente 28.500 habitantes além das populações contidas nas marcas, cidades, vilas, povoados e distritos.

É composto por humanos (75%), halflings (3%), anões (12%), leonídeos (8%) e homens-lagartos (2%). Gnomos na região de Brigstone são raros.

crivon-leonideos-razorclaw_warden_by_kerembeyit-398x600 Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Apesar de raros, leonídeos
são comuns nesse território. By_kerembeyit

Moeda

No passado, a dinastia real de Caerleon cunhava sua própria moeda, que era expressa em Leões para cada material (platina, ouro, prata, cobre). As moedas de electro eram muito raras, mas ainda era possível encontrá-las e cambiá-las livremente no antigo reino.

Após a unificação, a cunhagem de moedas ficou a cargo da Capital Maphetrin que apesar de aceitar as moedas antigas dos três antigos reinos de Brigstone (Caerleon, Falcon e Ophri), tem recolhido essas moedas, derretido e feito nova cunhagem.

crivon-moeda-de-golden-lion-caerleon-200x200 Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Antiga moeda de ouro de Caerleon.

As moedas do Reino Unificado de Almekia são:

  1. Cavalo marinho – moeda de platina;
  2. Leão – moeda de ouro;
  3. Dragão – moeda de prata;
  4. Falcão – moeda de cobre.

Essa nova denominação e cunhagem real, criou certo desconforto entre os antigos reinos, pois para alguns, que não ousam declarar abertamente na corte do Rei, foi uma clara demonstração de qual é o valor de cada um dos antigos reinos de Brigstone.

As redondezas e rumores

BLOQUEADO!

Elaboração e criação: Patrick Nascimento
Fonte de imagens: internet

Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon
5 (100%) 1 vote

pinit_fg_en_rect_red_28 Reinos de Toran: O Baronato de Caerleon

Leia Também:

4 Comments

  1. Gostei, achei interessante, a descrição dos templos a céu aberto e a história da cunhagem, mas fico faltando um pouco mais sobre a motivação de se fundar um novo reino e como de fato se estabeleceu, ficou no ar que Poderoso império foi esse q enviou os irmão Sages, e os mitos que envolveu o surgimento de Caerleon.

  2. Gostei bastante da descrição de Caerleon.

    Faltou falar um pouco mais das relações políticas.

    Existe a figura de um Barão (Hedrick), bem como seus descendentes.
    É como se a linhagem real descesse na hierarquia e virasse uma linhagem de barões, que na verdade ao lado de duques e condes, títulos de nobreza dado aos senhores de terras, subalternos de uma família real.

    A figura do conselho formado pelos senhores das cidades é um pouco diferente da configuração de Falcorn. Lá, os conselheiros vivem na cidade do Condado e tem profissões um pouco distintas (alquimista, senhor da guerra, senhor de mercenários, etc).

    O Barão habita o Castelo Asten. Em qual dessas cidades fica o castelo?

  3. Que bom que gostou Aharon, pois a medida que seus pjs vão se aventurando pela Região de Brigstone, eles deverão ir se acostumando com as informações sobre os outros reinos que estão contidos nessa Região. Então, essas e outras informações virão posteriormente me “Histórias de Crivon Toran”. Aguarde e enquanto isso vai lendo os outros reinos. Abraço

  4. Que bom que gostou Mestre Bruno, pois essas informações deverão vir cada vez mais para vocês. Quanto as relações políticas, elas foram resumidas para não tornar o artigo massante, uma vez que isso deverá ser tratado com mais detalhes no tópico “Histórias de Crivon”, a parte, em Guerra do Fogo e do Mar.

    Você captou bem o que aconteceu com os antigos suseranos de Brigstone, com o término da Guerra, e ascensão da Família Kisborn, os antigo reis tiveram que se submeter, passando a serem vassalos do vencedor.

    Realmente, a configuração do conselho de Caerleon é diferente, para dar poder aos senhores das terras que auxiliaram na guerra passada e impedir que o rei sozinho faça alguma “excentricidade”.

    O Barão habita no Castelo de Asten, que fica na cidade principal do Baronato e que dá nome ao reino, a Cidade de Caerleon, na Colina do Leão.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén