No dia 22/11/2015, das 08:00 as 12:00 ocorreu a 14ª sessão de Arzien via Roll20 com o Grupo 2. A sessão contou com a presença de 100% dos jogadores.

Nesta sessão os heróis desbravam as salas do Templo de Valumbar enfrentando terríveis homens-serpentes.

Essa foi a sexta sessão da aventura “A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª parte: A Águia, a Coruja e a Serpente”.

Templo de Valumbar

Após derrotarem os homens-serpentes das catacumbas, o grupo sobe as escadas de volta ao Templo de Valumbar. A essa altura certamente Cedric, Vlendzer e Youssef estavam correndo sério perigo.

Confira abaixo o mapa do Templo até o ponto onde a sessão foi finalizada. Mais abaixo, a descrição das áreas de encontro.

88c79-templo_de_valumbar A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Mapa do Templo de Valumbar. Veja o guia logo abaixo (Clique para ampliar).

1 – Sala de acesso

Assim que os heróis deixam as catacumbas eles chegam a esta sala, que estava vazia. Foi neste ponto onde o grupo havia se dividido. Vlendzer, Cedric e Youssef ficariam responsáveis por proteger a passagem e impedir que algo desse errado.

Apenas um candelabro de metal iluminava a sala com duas velas. Crânios e restos de velas podiam ser vistos próximo a esse candelabro, bem como algumas manchas de sangue no chão. Além disso, nenhum sinal de seus companheiros.

Os herois seguem para a sala 2.

2 – Ante-sala

Ao chegarem nesta sala os heróis encontram uma sala vazia. A passagem que dá acesso a sala 3 estava selada  por uma parede de pedra. Havia somente um grande baú fechado, encostado na parede.

Ao investigar o baú, Zelot não encontra armadilhas, porém havia um cadeado trancando. Como não consegue destravar o cadeado com suas ferramentas de ladina, Zelot pede ajuda aos guerreiros do grupo. Eberk é escolhido para abrir o baú, e ele o faz sem pestanejar, destruindo a tranca com seu machado.

Como uma flecha disparada por um arco, uma gigantesca serpente salta do baú, como se estivesse esperando por este momento! O grupo é surpreendido.

8be1c-giant_snake A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Uma serpente gigante salta do baú e ataca Eberk!

É iniciado um combate, que é bastante rápido. A serpente gigante ataca com suas terríveis presas cheias de veneno. Antes de ser morta, a serpente consegue atingir Eberk e Sean com sua mordida. Apenas o guerreiro humano é envenenado pela toxina, ficando enjoado e enfraquecido.

Mal terminam de matar a serpente gigante e a  porta de pedra, que separa a sala 2 da 3, é aberta. Um grupo de inimigos avançam contra os heróis brandindo espadas de lâmina curva.

3 – Sala lateral

A porta de pedra da sala 3 é aberta e um grupo com 6 homens-serpentes ataca os heróis. Eles estavam sendo liderados por Farid, o emissário que havia encontrado os heróis assim que chegaram em Luckendor. Dois deles eram Yuan-tis com cabeça de serpente, e os outros três tinham traços humanos e ofídios, semelhantes aqueles que enfrentaram nas catacumbas.

Farid fala em comum assim que avista o grupo:

Farid: “Vocês deveriam ter morrido nas catacumbas. Agora terão um destino muito pior! Sviluss, aceite as almas desses infiéis como sacrifício!

Os heróis enfrentam os homens-serpentes. Eles conjuram magias e atacam com as espadas de metal com lâmina curvada. Os homens-serpentes com feições humanas conjuram magias em nome de Sviluss,  o Deus Serpente, e tentam paralisar os guerreiros. Em dados instantes, os yuan-tis com cabeça de serpente tocam com suas mãos cobertas por ácido, queimando a pele dos guerreiros.

A força do secto liderado por Farid não é párea para impedir a coragem dos heróis. Os inimigos são derrotados pelas armas de Sean e Eberk, pelos golpes de Miyu, pela lâmina sorrateira de Zelot e pelas magias arcanas de Krusther.

Sem perder tempo, o grupo revista os pertences dos mortos, se recuperam com poções e abrem o portão de pedra que separava a sala 3 da 4. 


4de39-farid A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Farid lidera um grupo de homens-serpentes.

151b1-yuan-ti2 A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Homens-serpentes com cabeça de cobra avançam com ferocidade!

3044c-puro-sangue A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Os homens-serpentes com feições humanas tentam afetar os heróis com magias.

4 – Salão Cerimonial

Assim que abrem o portal de pedra que separava a sala 3 e 4, os heróis avistam o grande salão cerimonial e testemunham o início de um terrivel sacrifício.

Essa câmara é formada por uma rocha branca-acizentada. Quatro pesadas colunas sustentam o teto próximo da parede norte. Duas imagens muito grande de homens com cabeça de chacais se encontram nas laterais, na parte sul. Ao fundo os heróis conseguem ver uma plataforma de pedra com um altar iluminado por velas e decorado com objetos religiosos. Avistam também um fosso circular, coberto por grades no centro da sala. O local é iluminado por piras flamejantes em suspensão, presas por correntes no teto.

Espalhados em diversos pontos da sala, um total de 10 yuan-tis com feições humanas podem ser vistos, bem como 2 com cabeças de serpente.

Vlendzer, Cedric e Youssef podem ser vistos amarrados por cordas e suspensos por correntes no centro da sala.  Imobilizados e feridos, tentavam se desvencilhar das amarras, em vão.

Dois homens-serpentes puxam correntes no teto e deslocam Cedric, em suspensão, em direção ao centro do grande fosso circular. A grade que protege o fosso no centro da sala é  removida, enquanto Mennak, o profeta que se dizia ser o líder religioso de Valumbar, fala em voz alta enquanto gesticula com seus braços e mãos:

Mennak: “A perdição da alma de vocês se aproxima, estrangeiros. Nunca mais verão a luz da esperança outra vez. Sviluss, o Deus Serpente, abraçará suas vidas e nos agraciará com sua bênção e proteção.

Grande Sviluss, aceite esta oferenda viva como parte do Grande Sacrifício para este glorioso dia!”

A sessão termina neste momento.

Arzien_Mennak_Yuan-ti A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Mennak, líder dos Yuan-ti Língua das Trevas.

A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente, sessão VI

Leia Também: