Diário de uma Comitiva

A comitiva dos bravos resolve cada um atuar em situações pessoais, antes de seguir para a guerra se forma no Vale da Névoa. É sabido que a série de aventuras que sucederão o Vale da Névoa darão pouco fôlego aos heróis para essa “folga” e eles pretendem se preparar, talvez com exceção de Kirkmund que ao invés disto irá tirar um “descanso”.

Forgotten_Sítio-de-Kirkmund-600x340 Diário de uma Comitiva - O Inicio

Sítio de Kirkmund

Caliban irá se dedicar a entender os mistérios por trás do portal das bruxas Anarás, Laquisis, Marquís, que juntas tentaram trazer para os vales a poderosa bruxa Sandra Antegera. O Terceto de Bruxas tiveram seus planos frustrados pela força da Comitiva dos Bravos. Elas foram derrotadas e destruídas permanentemente, seus nomes agora irão compor as canções e folclore infantil do Vale das Sombras ao longo dos anos em que a lembrança de suas maldades arrefecerem. Porém o portal que elas estavam abrindo ainda está aberto e o druida irá se dedicar a extipar esse portal e curar a floresta do pântano que ameaça se formar.

Harash, comprometido com uma maldição adquirida por um oráculo, cujo efeito tornou o cavaleiro arcano um observador contínuo desta figura oculta, o elfo intenciona curar-se do efeito indo buscar nos Vales uma resolução para sua maldição.

Lucius, um pouco desapontado com o grupo está dividido. Pelo sacerdote de Tempus, “descanço” em tempo de guerra, só para derrotados e ele pondera se irá sozinho averiguar a situação no Vale da Névoa, ou se juntará a Harash para curar-se da mesma maldição que contamina o elfo cavaleiro arcano. Dividido, ele buscará resposta em sua grande sabedoria, refletindo e pedindo aos servos espirituais da batalha uma luz do caminho que deve seguir.

Por fim, Kirkmund, o líder da Comitiva dos Bravos compartilha da preocupação de todos, porém o velho sacerdote está preocupado com as responsabilidades de pai e de sua esposa que se encontra no hostil deserto de Anauroch, e ele aproveitará o sítio e a opulenta residência presenteada pelo Lorde Mourgrene do Vales das Sombras para trazer sua família ao novo lar. Quando sua esposa, filhos e seguidores estiverem bem instalados, ele espera estar pronto para continuar a jornada da Comitiva dos Bravos.

10 dias, esse é mais ou menos o prazo estabelecido pelo quarteto para se reunir no Vale das Sombras novamente e seguirem para o Vale da Névoa.

Esse é o inicio dos registros de Andrea Argêntea.

Uma nota menos importante: Acredito que encontrei o grupo que irá trazer respostas para dúvidas que guardo comigo desde tenra idade. Me apoiarei no mais benevolente dos membros da comitiva, aqueles que chamam de Kirkmund. Espero que eles me aceitem como uma guia dos Vales, uma contadora de suas histórias.

Texto e Revisão: Bruno de Brito

Diário de uma Comitiva – O Inicio
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 Diário de uma Comitiva - O Inicio

Leia Também: