Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Aventuras em Crivon, Crivon

Aventura CaLuCe: O retorno de Fênix – o destino de um e o destino de todos

Para ver episódio anterior, clique aqui.

crivon-Alucard3 Aventura CaLuCe: O retorno de Fênix - o destino de um e o destino de todos

Alucard Sabat.

Com voz vacilante, Drigos Poderkaine perguntou ao vampiro:

– Como assim? Todos estão mortos? Como aconteceu?

Alucard respondeu com calma, enquanto lhe fitou os olhos:

– Isso ocorreu a muitos anos atrás, as vezes me parece que foi a uma era – eles ouviram o som de um trovão vindo de fora – Mas não podemos nos demorar, tenho a impressão de que chegarão mais cedo dessa vez.

Saiba Poderkaine, que conheci seu irmão Wenishy, os mestres Glorin, Habidus, Hugh, Markin, Merlin, Rudolf, Rolf, Anna e os demais Cavaleiros da Luz Celestial, cujas histórias me encantaram e assim como a Head Cloude, nos fizeram ingressar nessa heroica ordem, na qual fui sagrado pelo próprio Rei de Falcon, meu grande amigo.

Agora todos estão mortos e somente você pode impedir que Crivon permaneça nessa realidade decadente em que vivemos. – Enquanto se abaixou, abriu sua mochila, de onde sacou uma rústica e decorada ampulheta – Esta é a Ampulheta de Chronus, com ela você poderá regressar ao passado e consertar todos os erros que nos levaram a essa catastrófica realidade atual.

Para usá-la, terá de carrega-la consigo por um dia inteiro, acender três incensos, girá-la uma única vez, esperar que a areia acabe e quebra-la nesse momento, para que assim ela libere seu poder, fazendo com que possa retornar 100 anos de nosso tempo, no período em que os trágicos eventos convergiram para nossa atual realidade.

Poderkaine, olhou abismado para Alucard, inicialmente sem crer na estória estapafúrdia que lhe havia contado, mas ao perceber que o interlocutor parecia olhá-lo com sinceridade, esboçou o desejo de lhe perguntar algo, mas o vampiro continuou:

– Estamos num bosque próximos ao que restou do antigo Reino de Caminite, onde Merlin Kravinoff, após deixar secretamente os CaLuCes para libertar seu povo do julgo dos hobgoblins, tentou reerguer o local que veio a se chamar Nova Caminite, mas foi ludibriado por um traidor em conluio com uma tríade de arcanas – o Trio Nefário.

O mago conseguiu derrotar duas das três, mas acabou perecendo, linchado pela população local que havia sido controlada pela líder da tríade.

Você precisará de suas habilidades arcanas para ajudá-lo na missão principal.

Assim que estiver com ele, deverão partir imediatamente para uma cidade do Protetorado de Ecnor, Vila da Pratinha, para onde Wenishy e mais três aliados haviam sido despachados para eliminar a ameaça de diabos, mas ele e seus amigos não sabiam que as criaturas haviam ido para aquele lugar portando o segredo para um poderoso e maligno ritual épico, conhecido como o Elo da Destruição.

Com esse ritual, o contato dos diabos, um poderoso bruxo chamado Rufus Baden, conseguiu com um único golpe eliminar todos dos paladinos de Crivon, pois por intermédio de uma armadilha, ele teve ao seu dispor aquilo que ele mais precisava, um número de paladinos cuja a força fosse suficiente para ativar o ritual, e ao sacrificar Wenishy e Tyla, ele obteve êxito em seu intento.

Todavia, algo deu errado, ou muito certo, a depender do ponto de vista – o vampiro deu um riso nervoso, e ao final do advento um vórtice surgiu e dele saiu uma horda de criaturas que posteriormente descobrimos serem conhecidos como Slaads.

Essas criaturas começaram a se proliferar como uma praga entre os reinos, pois sua taxa de reprodução era malignamente rápida, além do fato deles conseguirem infectar outras pessoas com uma estranha doença que as convertia em mais slaads, trazendo o caos e a destruição de muitos reinos, aqueles que não foram convertidos, tornaram-se escravos.

Todos as ordens heroicas foram caçadas e destruídas e os heróis que não forma mortos tornaram-se slaads. – Drigos, espantado com a grande revelação, sentiu que suas forças estavam sendo minadas com a profunda descoberta e antes que caísse com o impacto da notícia, sentou-se ao chão e continuou a ouvir o elfo – Após muitos anos de pesquisa, conseguimos descobrir que a única chance que poderíamos ter seria ressuscitando um paladino que não tivesse sido afetado pelo efeito da devastadora magia, pois eles seriam os únicos a resistir a maléfica doença ou as ovas dos slaads.

Foi quando Cloude descobriu que todos os problemas poderiam ser resolvidos com o uso de um lendário artefato, a Ampulheta de Chronus, mas somente uma pessoa que não estaria viva na época para a qual seria enviada poderia utilizá-la, foi então, que chegamos à conclusão de que precisaríamos revivê-lo.

Para tanto, seria necessário que conseguíssemos o Óleo de Alpha e apenas Anna Gainsbrough o possuía, mas ela havia perecido após um inesperado ataque hobgoblin à Muralha Guardião, quartel-general de sua ordem.

Precisaríamos recuperar o miraculoso elixir das mãos do líder desse exército inimigo, Shuzer Graodan, que havia destruído os guardiões. Nós conseguimos resgatar o elixir, mas fizemos um inimigo poderoso. Num grande levante, os CaLuCes remanescentes, reuniram-se em prol da missão de resgatar seus restos mortais, que estavam dentro do fosso onde o arquidracolich Hidefeld ficava, dentro do Vale do Tormento, no entanto, eles tiveram de confrontar a criatura.

Enquanto eles confrontavam o arquidracolich para resgatarem seus restos mortais, eu, Cloude e Lawter estávamos envolvidos na missão de conseguir o artefato.

Após uma tortuosa e dura aventura no além-mar, onde tivemos a ajuda de Glorin, tivemos êxito, mas ao regressarmos ao ponto de encontro marcado, não encontramos ninguém.

Foi quando descobrimos ao chegar no Vale do Tormento, que o maligno dragão morto havia sido destruído, mas quase todos haviam perecido no lugar.

Encontramos Markin à beira da morte, ele havia destruído a filactéria do mostro, mas morreu devido aos graves ferimentos que lhe permitiram libertar todas as almas que lá estavam presas, o que nos permitiu revivê-lo.

Agora estamos aqui, num ponto que julgamos ser o epicentro de suas ações.

Sua missão Drigos Poderkaine, se decidir aceita-la é: de posse desta ampulheta, regressar para o passado, salvar Merlin Kraver Kravinoff, com ele salvar Wenishy e Tyla e depois salvar Anna na Muralha Guardiã e com isso não apenas salvar todos os paladinos da morte certa, como também livra Crivon da praga Slaad e da Marcha Hobgoblin. Além disso existem outras informações que julgo serem pertinentes, como…

DRACOLCH Aventura CaLuCe: O retorno de Fênix - o destino de um e o destino de todos

O grupo enfrentou o Dracolith do Vale do Tormento.

O interlocutor é interrompido por conta de um poderoso grito que foi ouvido do lado de fora, que declarou:

– Alucard, seu vampiro traiçoeiro, saia daí agora e enfrente-me se puder!

O sinistro elfo cinzento olhou na direção da grito e depois olhando para Drigos lhe disse de forma sombria:

– Você precisa partir agora! Gostaria de lhe informar sobre mais coisas, apesar de que Cloude havia me dito que era importante que não falasse mais do que o necessário.

Queria lhe falar sobre muitas coisas que estarão por vir, inclusive minha atual condição, mas receio não dispormos de mais tempo.

Agora você tem que partir, leve isso com você – Alucard removeu de suas costas o volume embrulhado – Está espada você reconhecerá – E de fato, o paladino identificou a espada sagrada de Wenishy, ao pegá-la, se emocionou. – Você não deverá utilizar seu heroísmo aqui, esse é o meu momento.

Você deverá seguir as orientações que lhe passei.

Espero que consiga sobreviver por esse dia. Agora vá! O destino de Crivon reside em seu sucesso!

Lembre-se! O destino de um está agora conectado ao destino de todos e vice versa!

Foi um prazer conhece-lo. Espero que desta vez, dê tudo certo. Deixe para escapar quando eu gritar pela primeira vez.

Assim, Alucard foi saindo, ao alcançar a saída da gruta se virou e disse pela última vez para o paladino, com um olhar ansioso:

– Não consigo resistir. Quando me conhecer, diga-me que a esperança vem do alto e diga a Glorin que… Diga a ele, que finalmente ele encontrou Shir.

O vampiro fez uma breve pausa, como se estivesse vacilante por um rápido instante e, por fim, saiu.

Pouco tempo se passou, que pareceu ao paladino Drigos uma eternidade, até que o grito de Alucard, em desafio ao desconhecido oponente, foi ouvido pelo jovem Poderkaine.

O recém-revivido, deixou o esconderijo e percebeu que o guerreiro estava longe confrontando alguém que estava de costas para ele, entre um lampejo e outro daquela tempestade que se avolumava, Fênix pode ver a esbelta silhueta do oponente que enfrentava o vampiro, parecia um elegante combatente com cabelos aloirados.

Enquanto se afastava do lugar, pode ouvir o inimigo do vampiro bradar:

– Alucard, você acha que não sei quem você está protegendo! Afinal, o plano era meu para início de conversa. Assim que lidar contigo irei até ele e… – Ocorreu o tilintar de lâminas se encontrando.

Drigos ouviu a voz do vampiro falando alguma coisa que não conseguiu discernir, pois era em outra lígua. Ao final, o vampiro gritou, sinalizando a deixa para o paladino partir.

Drigos correu o máximo que pode na direção que o vampiro havia dito. Ele ainda não compreendia o que estava ocorrendo e tinha a vontade de saber mais, pois estava claro que o destino de um era ao mesmo tempo, o destino de todos.

Para ver a continuação, clique aqui.

Criação e elaboração: Patrick, Diogo Borges.
Fontes de imagens: internet
Autoria da imagem da capa do artigo: Shin

Aventura CaLuCe: O retorno de Fênix – o destino de um e o destino de todos
5 (100%) 2 votes

pinit_fg_en_rect_red_28 Aventura CaLuCe: O retorno de Fênix - o destino de um e o destino de todos

Leia Também:

5 Comments

  1. Que história emocionante !
    Pergunta:
    Drigos voltou no tempo com a espada sagrado de seu irmão?
    Logo como pode existir a mesma espada na mesma linha de tempo?
    Quem era o combatente de Alucard ?
    Curti o sacrifício de Markin !!

    Aguardo cenas do próximo capítulo!

    • Que bom que gostou Aharon! Então, vamos as respostas?
      1 – Drigos voltou no tempo sim, mas no fluxo da passagem perdeu a espada, justamente por ela já existir no tempo presente dos CaLuCes;
      2 – O combatente era familiar, mas sua real identidade permanece um mistério;

      Até a próxima!

  2. Achei muito legal essa narrativa.

    Um futuro paralelo envolvendo Drigos, que volta a vida graças a Alucard (que agora faz juz ao nome e é um vampiro).

    Parece que estou lendo histórias da Marvel, com planos paralelos, grandes ameaças mundiais e inimigos poderosíssimos.

    Algumas dúvidas:

    1) Imagino que Alucard ficou com receio de dizer para Drigos dar um recado para Glorin (que havia encontrado Shir) com medo de alterar a linha temporal, causando algum distúrbio na história. Correto?

    2) O homem que ficou para lutar contra Alucard é Cloude? Porque ele mesmo diz que o plano havia sido dele. Se é isso mesmo, então Cloude foi para o lado negro da força?

    3) Merlin morrer para camponeses….=/ Poxa…kkkkkk coitado do maguinho.

    Esperando os próximos textos!

  3. Excelente história e ao mesmo tempo preocupa pelo seu crítico teor de importância. Após esses eventos Drigos reencontrou Merlin (salvando-o como disse Alucard) e na sequência Wenishay e Tyla.

    Muito boa a história parabéns!

Leave a Reply

Theme by Anders Norén