Voto de Preservação do Ciclo Natural (-15 pontos):

Fonte de Inspiração: AD&D 2.0 – Livro do Jogador, fls. 52

O personagem jurou defender a natureza (árvores, plantas, animais selvagens e lavouras) da exploração e da destruição desnecessárias. Do seu ponto de vista, embora todas as criaturas precisem de comida, de abrigo e de proteção, as perturbações ao ciclo natural (nascimento, crescimento, reprodução, morte e renascimento) devem ser coibidas com o máximo rigor, pois colocam em risco todas as formas de vida existentes no cenário de campanha.

Por consequência, seres antinaturais (como golens e mortos-vivos) e magias, poderes ou habilidades que subvertam, modifiquem ou impeçam o fluxo das leis naturais são considerados perigosos, razão pela qual o personagem precisa esforçar-se para eliminá-los ou neutralizá-los da melhor maneira possível.

Inobstante não possa ser considerado alguém “maligno” ou “benigno” pela simples assunção deste Voto, vale lembrar que o personagem enfrentará constantes dilemas éticos ao tentar proteger a natureza do inexorável avanço da civilização e mais cedo ou mais tarde acabará por se opor aos objetivos do restante do grupo. Além disso, as suas ações, cuja motivação parecerá “obscura” (na melhor das hipóteses) para a maior parte da população, fatalmente lhe trarão má Reputação e muitos Inimigos. Recomenda-se, portanto, bastante cautela na aquisição desta desvantagem.

GURPS – Desvantagem – Voto de Preservação do Ciclo Natural
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 GURPS - Desvantagem - Voto de Preservação do Ciclo Natural

Leia Também: