Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Aventuras em Greyhawk, Greyhawk

Insurreição da Aurora

Essa história faz parte do documento conhecido como – O Diário da Titã de Heironeous, que vem sendo continuamente escrito pela paladina em suas memórias. O diário lhes serve como um alento e terapia frente aos desafios que são perpetrados por seus inimigos, desafios físicos e muitas vezes psicológicos.
A autoria original do texto é de Patrick Nascimento, interprete da paladina.

Esse é o outro lado da história dos heróis que lutavam em frentes paralelas dentro da devastada cidade de Hommlet. Enquanto um grupo seguia para o celeiro, Sandy e Silvertite seguiam rumo ao templo de St. Cuthbert.

728f7-a5d275d7f6ea14bdd18489271f1f9a4d Insurreição da Aurora

Sandy mergulhou nas chamas que tomavam Hommlet
e mostraria o verdadeiro poder de Heironeous!

Um feixe de luz irrompeu e se espalhou pelos céus, como um raio de trovão, mas ninguém ouviu o barulho que normalmente o sucede e anunciaria uma possível tempestade que viria. Olhando a sua volta, Sandy Benelovoice teve uma estranha sensação, algo estava errado, pois enquanto fazia seu rápido voo de volta para a cidade de Hommlet para salvá-la das ameaçadoras mãos dos cultistas de Tharizdun e enfrentar Malba Tahan no celeiro para onde haviam se dirigido Gatts e seus aliados, lhe ocorreu que já havia feito exatamente aquele caminho antes e lhe pareceu que já o conhecia de outro tempo, de um outro momento. Silvertite parecia compartilhar de seu estranhamento pois seus sentidos pareceram ter se aguçado e no momento em que elas sobrevoavam uma área próxima as cercanias do Templo de Santo Cuthbert, o dragonado fez uma volta repentina e arremeteu na direção da fortificação. Benelovoice se voltou para sua sagrada montaria e lhe disse em tom severo:

– Silvertite, o que está fazendo? Nosso destino não é o templo! Nossos amigos precisam de nós no celeiro, onde eles inadvertidamente enfrentarão um inimigo inesperado, o Olho Tirano, Malba Tahan!

O dragonado, mantendo sua direção, respondeu a sua senhora dizendo:

– Sinto um forte odor. O cheiro do mal!

Greyhawk_Silvertite Insurreição da Aurora

Silvertite, o dragonado

A Titã de Heironeus e seu dragonado desceram e se aproximaram do pátio externo do Templo de Santo Cuthbert, onde um alvoroço pareceu estar em seu início. Do ponto onde estavam paladina e montaria viram algumas pessoas correndo em pânico sob um inesperado ataque, homens e bugbears investiam contra as pessoas e os poucos defensores que ali estavam, dentre eles, destacavam-se o astuto ladino, o halfling Questin Himble, o líder daquele templo, o bispo Calmert e sua diligente subordinada Ydei. No entanto, para a surpresa maior e temor da paladina foi ver entre os atacantes alguém que ela não esperava encontrar ali, uma criatura de puro mal e vilania, uma massa corpórea esférica levitava entre os invasores, com um grande olho bojudo fixado acima de sua bocarra repleta de dentes serrilhados, a criatura pareceu exibir um sinistro sorriso numa espécie de alegria por conta do caos perpetrado, no entanto a criatura não estava absorta, pois em seu topo haviam pedúnculos com pequenos olhos que coroam seu corpo distorcido e eles estavam atentos a tudo a sua volta e viram quando a Titã e Silvertite aterrissaram a alguns metros a sua frente.

O olho tirano vendo a chegada da paladina, disparou de alguns de seus pequenos olhos, raios de cores variadas que atingiram pessoas que fugiram em pânico e também àqueles que, indefesos ou inconscientes, não puderam se proteger sendo fulminados. A criatura, com sua carranca, sorriu e disse:

– Seus aliados pensaram que poderiam passar a perna em mim! Mas eles foram tolos! Pois o meu poder é superior ao de qualquer um de vocês! Eu sou a supremacia o ápice do poder. Tudo o que fizeram foi me dar uma chance para melhor me preparar contra vocês! Seus aliados enfrentarão uma surpresa que deixei para eles no celeiro. Agora paladina, mesmo que você esteja portando Exórdius, não será páreo para o meu poder, o poder que serve a Tharizdun! Desta vez nossa vitória será plena!

Greyhawk_Malba-Tahan-417x600 Insurreição da Aurora

Malba tahan

Diante do ato de vilania da criatura e de seus asseclas, Sandy, ainda sem entender as palavras da criatura, tomou a decisão de focar todo o seu poder ofensivo contra Malba Tahan. Ela ponderou rapidamente e sabia que se focasse no Olho Tirano, além de tomar a atenção da aberração para si, na expectativa de salvar outras pessoas das mortíferas rajadas oculares dele, minaria o poder dos atacantes que não contariam com o apoio dele e, caso o derrotasse, o moral dos atacantes se desvaneceria como uma onda que atinge um rochedo. Então, resoluta, Benelovoice fez sinal para Silvertite e ambas avançaram a plena carga contra a criatura.

O dragonado correu e saltou por entre adversários menores até chegar no observador, desferiu um ataque com sua garra, atingindo a aberração com força, igualmente à Titã de Heironeus, que convocou a benção da punição divina e com ela desferiu dois ataques com a espada de adamantite que lhe havia sido dada por seu primo Gatts e também atingiu a criatura, que gemeu e blasfemou contra elas ao sentir a potência de seus ataques. Benelovoice, após desferir seus ataques, falou de forma ameaçadora:

– Não sei do que fala criatura vil e insana, pois nunca nos encontramos antes! Mas sei uma coisa: em nome do legado de Lorde Karleus, de Hommlet e Heironeous, aqui você encontrará a sua punição final! – Sandy elevou sua voz enquanto olhou os defensores que ainda estavam ao seu redor, para encorajá-los e continuou – E Eu, a Titã de Heironeous serei o instrumento de sua destruição!

Greyhawk_Sandy-Benolovoice-999 Insurreição da Aurora

Sandy Benelovoice enfrenta o Olho Tirano

A criatura sentiu os profundos golpes, tanto da paladina quanto de sua besta sagrada, duas vezes. Os ataques atravessaram suas placas quitinosas e avaliou que se não tivesse apoio realmente seria destruída, todavia, ele tinha o apoio que contava e a segurança de que seus poderes eram insuperáveis por qualquer um. Assim, Malba Tahan dirigiu parte de suas rajadas, aqueles mais letais, contra Silvertite, que arcou com sorte e grande parte de seu vigor físico para se manter viva. A fera celestial, caiu exaurida e cheira de chagas abertas pelos ferimentos causados pelos mortíferos raios da criatura.

Montada sobre seu dragonado, o coração de Sandy congelou em seu peito, ela sentiu que havia cometido um erro tático fatal, pois apesar de estar protegida pelos poderes magníficos de Exórdius, sua sagrada montaria não fora contemplada pela proteção da armadura do finado Lorde Karleus. Em seu terror momentâneo a paladina suspirou aliviada ao sentir que Silvertite ainda estava viva. A besta celestial havia sobrevivido aos ataques do observador, mas era uma questão de tempo até que a aberração corrigisse sua falha e a eliminasse definitivamente. Esse foi o momento, em todo o confronto, que a Titã mais temeu, pois caso sua montaria perecesse, morreria com ela boa parte de sua própria essência. Rapidamente, Benelovoice a curou e em seguida a despachou para o plano celestial dizendo:

– Vá Sagrada Montaria! Sua tarefa aqui foi concretizada a contento do pai dos heróis. – Sandy dirigiu a Silvertite um olhar quase maternal e continuou em tom amável – Descanse Silvertite!

A montaria da paladina, minimamente restabelecida, deu um fraco rugido que traduziu para a guerreira sagrada, um misto de obediência e descontentamento, em seguida desapareceu num feixe de luz. Ao fazer isso, Sandy Benelovoice sentiu uma grande paz de espírito, uma forte sensação de alívio, como se um grande peso houvesse sido removido de suas costas. A paladina sentiu que de alguma forma havia salvado Silvertite de um terrível destino e ao mesmo tempo, salvado a si de um amargo futuro.

No mesmo pátio, em meio ao caos do confronto, Questin Himble, por sua estatura e aparência simplória, se fingiu de criança em pânico e correu por entre os invasores e com sua habilidade furtiva ia abatendo e fugindo de seus adversários, até ser confrontado por um combatente diferente, um jovem desarmado, porém letal em seus golpes. O monge inimigo estava sendo acompanhado por um bugbear que acabava de ser derrotado pela combinação da flechada de um guarda de nome Tion e pela forte punhalada de Himble, e tomou seu lugar no confronto direto contra o halfling, que após um breve instante de luta corporal contra o novo inimigo, si virou para o arqueiro e disse exasperado:

– Ei Tion! Assim não vai dar não! Rapaz, aqui não está moleza não! Esse aqui é perigoso demais para eu enfrentar sozinho! Se você não vier aqui, não vai dar para mim! Me dá uma mão, que o negócio está feio!

Greyhawk_Questin-Himble Insurreição da Aurora

Questin Himmble

Obedecendo a conclamação do pequeno e intrépido ladino, o guarda Tion, que estava mais longe, guardou seu arco e iniciou uma corrida, indo em seu auxílio.

Greyhawk_Tion-389x600 Insurreição da Aurora

Tion, o intrépido

Calmert e Ydei tinham seus próprios confrontos para lidar. Ambos eram atacados por um trio de bugbears que não fizeram ideia de que enfrentariam o mestre daquele templo e sua mais fiel discípula. Prontamente, com o clamor de uma benção, o grande clérigo atordoou os bugbears enquanto Ydei conclamou uma benção protetiva sobre eles e pensou em seguir para perto de Sandy, com quem passou a ter uma forte admiração e, assim como ela, havia sentido e lamentado profundamente a morte do capitão Elmo, seu amado irmão mais velho que havia perecido gloriosamente na luta da torre dos heróis de Hommlet, contra o nefasto dracoabissal Borgon.

Greyhawk_Ydey Insurreição da Aurora

Ydey de St.Cuthbert

Malba Tahan, notou que a paladina não era o único elemento ameaçador naquele lugar e concluiu que precisaria liquidá-los também, pois a guerreira sagrada havia feito algo que ia contra aquilo que estava fazendo, ela estava dando a eles esperança de vitória e isso a aberração não suportava conceber em sua mente pérfida. Focando sua atenção nos demais adversários e alguns transeuntes aleatoriamente para não simplesmente conter seus raios, apenas por diversão, disparou suas rajadas oculares. Ao ser atingido, Questin sentiu que seus movimentos foram diminuindo a medida em que sentiu que sua pele enrijecia, ganhando uma escamação grossa e acinzentada, ao final, para seu crescente terror, ele foi transformado em pedra. Suas últimas palavras foram:

– Droga! Logo eu…

Greyhawk_Questin-Petrificado Insurreição da Aurora

Questin petrificado

Tion, parou no meio do caminho e sacando seu arco, disse:

– Malditoooo!

O guarda imbuiu sua flecha com a ira do que havia acontecido com seu pequeno e novo companheiro de luta. Seu disparo foi certeiro e machucou Malba Tahan, que se impressionou com o ataque do guarda e percebeu que, isso se continuasse a se repetir, seria perigoso pois poderia levar ao povo a acreditar que qualquer um seria capaz de derrota-lo. Outro dos raios da aberração atingiu Ydey, que vencida pelo cansaço do raio, adormeceu no chão. Um raio acertou Calmert que com sua perseverança pareceu incólume, não demonstrando nenhum efeito, mas aguçou seu interesse pela criatura e passou a analisa-la, para tentar elaborar uma estratégia ou informação que valesse contra ela naquela luta desesperadora.

Percebendo que a criatura havia entendido seu plano, Sandy voltou rapidamente seu olhar para seus aliados e analisou a situação. Notou que um dos três bugbears que o clérigo havia derrubado, acabava de se reerguer e se aproximava ameaçadoramente pela retaguarda de Calmert, mas pareceu analisar a tombada Ydey. Enquanto isso, Tion se preparava para enfrentar o monge, sozinho. De repente, ela viu que alguns dos ferimentos em Malba Tahan haviam sido curados, com o efeito magico, uma pequena figura com cabelos esverdeados e vestes escuras apareceu ao lado da aberração, o pequeno era um dos cultistas, um gnomo arcano portando uma varinha, com um olhar doentio. Aproximando-se dela, obedecendo a convocação do Olho Tirano, um homem que havia acabado de eliminar dois guardas com quem estava se confrontando, de porte atlético e feições grosseiras portando um machado de batalha, se deslocou na direção do flanco da paladina e com um salto a atingiu, lhe causando um grande ferimento. A Titã de Heironeus concluiu que aquela seria uma batalha difícil, tão difícil quanto a que tivera com Borgon acreditou, mas perseverou que assim como naquela batalha, ao final, a justiça de Furyond seria feita e o mal eliminado.

Greyhawk_Calmert Insurreição da Aurora

Cânone Calmert

Obstina em sua tarefa, conjurou rapidamente a benção de seu deus e curou os ferimentos infligidos ao seu corpo e desferiu um poderoso golpe imbuído pelo poder radiante do bem contra a aberração, que novamente gemeu de raiva e em retorno tentou lhe morder inutilmente, pois a proteção da paladina era grandiosa e a prevenia inclusive de seus mortíferos raios oculares para a frustração do Olho Tirano. Com seu olhar em fúria, a Titã disse:

– Malba Tahan, sua vida de terror e destruição acabará em breve! Seu fim está próximo!

Fazendo uma carranca que demonstrou sua ira e vontade de assassinar a paladina ele retornou:

– Tola! Infelizmente Exódius lhe protege e me previne de lhe causar o prazer de atingi-la com meu poder. Todavia, assim como antes, você ao final, estará só enquanto a sua volta haverá uma nova pilha de cadáveres – Exibiu um sinistro sorriso, como se já conhecesse o resultado daquele embate e continuou: – Só que desta vez, será muito maior!

Dizendo isso, o Olho Tirano, recuou lentamente, com seu olho central olhou na direção de Calmert e disparou suas rajadas oculares novamente. Benelovoice, impotente, o viu atingindo quantas pessoas ele pôde. Dois raios atingiram Calmert, que conseguiu esquivar do primeiro disparo, mas como não detinha mais o vigor da juventude de outrora, não pôde resistir ao efeito do segundo raio que lhe abriu em chagas profundas e mortais. O grande clérigo de Santo Cuthbert sucumbiu, silenciosamente (pois não emitiu um gemido de dor), antes de concluir sua busca mental por uma resposta àquela situação e caiu morto no chão frio do pátio do templo que tanto amou e defendeu.

O gnomo arcano olhou na direção de Sandy, fez gestos mágicos e disse ao concluí-los:

– Você pode não estar sendo atingida pelo poder de meu mestre, mas não escapará do meu.

Um raio roxo saiu de suas mãos e atingiu a paladina que sentiu que uma força lhe roubou parte de sua força, sentindo-se mais fraca fisicamente, mas seu espírito combativo permaneceu inalterado.

Aproveitando a deixa, o bárbaro novamente a atingiu com seu machado, machucando e enfraquecendo o vigor da paladina. Enquanto o bugbear, percebendo que Ydei ainda respirava, se preparava para lhe dar o golpe final.

Em outro ponto, ao perceber a ameaça de Tion com seu arco, o monge correu até o guarda e, com uma voadora, o atingiu com um chute que o fez cuspir sangue com a potência do golpe e diminuiu sua coragem pelo temor de enfrentar um inimigo cujo poder era maior do que o seu. O guarda começou a recuar e pareceu se preparar para fugir.

A Titã de Heironeus, fez uma prece para aquelas pessoas que haviam perecido até ali, avançou contra o observador e deflagrando dois poderosos golpes contra ele e bradou com voz impositiva:

– O tolo aqui é você Malba Tahan, se pensa que conseguirá derrotar meus aliados. Pois cada morte que faz, apenas fortalece o desejo de justiça e aquece, ainda mais, minha coragem e vontade para lhe destruir! Ademais, eu tenho um aliado que você nunca matará, pois ele é supremo e a ele você prestará contas. O próprio Heironeous!

619a6-ae2b25c33f69c6e4ca5537b87c9029a7 Insurreição da Aurora

Sandy vestida com Exórdius

Nesse instante, o chão começou a tremer, enquanto todos sentiam o tremor, ouviram uma voz ao longe que disse a todos:

– Confesso que não queria me intrometer nessa batalha, mas não posso me esquivar de uma oportunidade ímpar, como a de derrotar o Olho Tirano. Lamento paladina, me sujeitarei a sua punição de bom grado depois, contudo, lhe peço que permita me lutar ao seu lado e comigo possam lutar todos aqueles que amaram essa cidade no passado e que agora têm uma oportunidade de lutar por ela contra seus destruidores. – O necromante Lázarus se revelou ao longe e elevando o tom de sua voz, continuou – Ergam-se defensores de Hommlet e, mais uma vez, lutem por todos aqueles que amam!

Assim, para a surpresa de Benelovoice e de seus inimigos, esqueletos saíram debaixo da terra e se uniram a eles no embate.

Greyhawk_Mortos-de-Lázarus Insurreição da Aurora

E os mortos se levantaram para se unir à paladina em
um frenesi por justiça!

Sandy, mesmo compenetrada no em seu confronto contra Malba Tahan, sentiu um arrepio por compreender, pois pela primeira vez em toda a sua carreira até ali, percebeu que conseguira imbuir num necromante e suas sinistras criações um senso heroico. Ela sentiu sua esperança sendo renovada, porque a maré que estava a favor de seus inimigos lhe pareceu haver mudado de lado, numa espécie de insurreição da aurora frente as trevas.

Greyhawk_Acampamento Insurreição da Aurora

Cenário da Batalha de Sandy, a Titã de Heironeous

Insurreição da Aurora
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 Insurreição da Aurora

Leia Também:

2 Comments

  1. A Titã de Heironeus sabia que ali se definiria a salvação ou perdição de Hommlet e a isso ela não poderia se esquivar, permanecendo ali para viver e vencer ou morrer tentando!

  2. Muito massa esse resumo.

    Da para escrever um livro!

    Curti bastante a imagem no formato .GIF de Sandy.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén