Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Magic: The Gathering

Freyalise

Magic_Freyalise-431x600 Freyalise

Freyalise

Durante a longa era glacial que envolveu o mundo de Dominária por gerações, uma jovem órfã chamada Freyalise mudou o seu destino ao tomar o caminho para o reino de Storgard ao invés de permanecer alheia à civilização como normalmente acontecia com todos que eram proles bastardas. Lá, ela cresceu e se tornou uma maga da corte, especializando-se em várias disciplinas elementais relacionadas ao fogo, sob a tutela do feiticeiro Zilgeth, líder do Clã Rubi, a elite dos magos a serviço da realeza.

Ela cresceu ao lado de Jason Carthalion, um discípulo do Clã Esmeralda e estudioso do mana verde. Uma das costumeiras diversões destes dois jovens era uma acirrada luta promovida pelos Clãs como uma forma de medirem habilidades. No entanto, em uma destas disputas, o maligno Tevesh Szat secretamente manipulou Jason e o fez desferir um golpe mortal em Freyalise, que neste sobreviveu graças à centelha de planinauta que despertou em virtude do ataque fulminante que a meia-elfa recebera. Curiosamente, a ferida causada por Jason não apenas arrancou um olho de Freyalise como também influenciou em sua habilidade de controlar a magia, pois a partir de então seu poder sobre o mana vermelho foi substituído por um amplo conhecimento do mana verde.

Com o passar dos anos e o crescimento do poder de Freyalise, ela passou a proteger os elfos de Llanowar e Fyndhorn dos males que buscavam prolongar a Era Glacial. Os elfos passaram a reverenciá-la como uma deusa que dava vida a seus seguidores e destruía ferozmente seus inimigos. Freyalise aceitou relutantemente este papel, enquanto buscava uma maneira de encerrar aquele período gélido em que o plano se encontrava. Com a ajuda de outros magos e planinautas, ela conjurou a Mágica Universal, um elaborado ritual mágico que restaurou o clima natural do mundo.

Séculos depois, quando os phyrexianos invadiram Dominária, o famigerado Urza convenceu Freyalise a ajudá-lo na luta contra as máquinas infernais de Yawgmoth. Ela nunca confiou em Urza, pois sabia que ele só se importava com seus próprios objetivos, mas lutou ao seu lado para proteger seu povo e seu plano natal. Juntos e com a ajuda de outros planinautas, eles enfrentaram não só as tropas diabólicas, como também a ameaça mágica representada por outro mundo sob jugo phyrexiano, o qual colidiu e se fundiu a Dominária. Por fim, Freyalise e seus companheiros planinautas avançaram sobre Phyrexia, detonando armamentos poderosos e deixando aquele plano em ruínas. Dos nove planinautas que partiram nesta empreitada suicida, apenas dois sobreviveram: Freyalise e Windgrace . Ela construiu a Tumba dos Mártires em homenagem a seus companheiros e a todos aqueles que morreram durante a Invasão Phyrexiana.

Nos séculos seguintes, Freyalise velou pelos elfos de Dominária, usando sua própria essência para proteger o refúgio élfico de Skyshroud dos perigos do mundo e adquirindo uma postura ainda mais xenófoba. Mas o tecido do tempo começou a se desfazer e uma Fenda Temporal se abriu sobre os domínios de Freyalise. Muitas criaturas malignas atravessaram esta distorção dimensional e atacaram o povo da floresta. No fim, ao perceber que sua magia não seria mais capaz de proteger os elfos, ela sacrificou sua essência e sua vida para selar a fenda em um ato derradeiro para proteger seu plano e seu povo, o qual foi bem sucedido.

Quer conhecer mais sobre esse fantástico mundo, clique aqui.

Fonte: MTGVortex
Revisão e Publicação: Bruno de Brito

Freyalise
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 Freyalise

Leia Também:

1 Comment

  1. Patrick

    Que impressionante! É bom ter uma carta e saber sobre sua estória.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén