Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Arzien, Aventuras em Arzien

A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

No dia 15/01/2017 das 15:00 às 19:30 ocorreu a 26ª sessão de Arzien com a participação de 2/3 dos jogadores do Grupo 1 até a metade da sessão, em seguida com 100% dos jogadores na segunda metade da segunda sessão.

Os heróis LiamHejaz Thorjan continuam a busca pelas Filactérias de Arantos no Cemitério dos Guerreiros Derrotados. Dessa o vez o grupo enfrenta cultistas malignos, zumbis e sombras.

Essa é a nona sessão da aventura “A Coroa da Ruína”.

Confira as últimas sessões:

Segundo Contato com o Crânio de Birmold

Depois que retornam ao início do cemitério, Hejaz entra em contato novamente com o Crânio de Birmold. O Radiante sente que a magia de falar com os mortos vai se exaurir em alguns minutos, o que vai exigir rapidez e eficiência do grupo.

Novamente, Liam e Thorjan percebem o olho do clérigo da luz ficar completamente branco enquanto ele conversa com os mortos:

Hejaz Gorwill: Padre Alexander Birmold, não encontramos a Primeira Filactéria. Ela foi levada.

Precisamos saber: onde estão as demais filactérias de Arantos?

Novamente, as órbitas vazias do crânio emitem um brilho amarelado e responde com uma voz rouca, profunda e sobrenatural:

Crânio de Birmold: Para a segunda filactéria encontrar, deste ponto para o Oeste vocês devem percorrer.

Escondido em um caixão de pedra de um antigo cavaleiro kinário chamado Sir Zurgress de Alestack a segunda filactéria irão encontrar.

Diante da estátua, a 6 metros ao sul, enterrado a 3 metros, em seu caixão de pedra vocês devem procurar.

Com uma armadilha vocês devem se preocupar.

Encontrado a  segunda filactéria, diante da estátua deverão me contactar.

Após ouvirem e anotarem as orientações de Birmold, a tríade segue para o Oeste. Dessa vez mais atentos, afinal os perigos espreitam na escuridão.

Arzien_Cranio-de-Birmold A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Hejaz entra em contato novamente com o Padre Alexander Birmold através do seu crânio.

Encontro com Cultistas da Morte

Os heróis seguem para a direção indicada pelo crânio de Birmold iluminando o máximo que podem com a luz mágica do Escudo Raio do Dia e de Globos de Luz, conjurados pelo feiticeiro Liam.

Porém, o raio de iluminação dessas fontes de luz estão severamente reduzidos neste ambiente sombrio. Para piorar, a visão fica ainda mais limitada graças a neblina que permeia todo o cemitério.

Em dado momento, após algumas centenas de metros, os heróis percebem algo estranho.

Diversos buracos escavados na terra, bem como uma charrete de madeira guiada por estranho cavalo-esqueleto com olhos vermelhos e brilhantes. Montes de terra podiam ser vistos amontoados, em cima dessa charrete.

Neste momento os heróis escutam uma voz vindo da escuridão:

Voz Misteriosa: Tolos intrusos!

Seus Deuses não vão poder salvá-los aqui!

Que suas vidas sejam entregues para o Senhor da Morte e Decadência, o único e verdadeiro Deus.

Em seguida, a Tríade escuta uma segunda voz que diz:

Voz Misteriosa: Que Recvill traga o Desespero e Horror para aqueles que são contra seus Desígnios e Vontade!

Avancem Servos da Morte!

Então, os heróis notam que, de algum lugar na escuridão, gemidos embrulhados são ouvidos.

Um grupo de quatro zumbis avançam, aparecem arrastando um pé conforme ergue seus braços inchados e mãos quebradas.

Eles parecem estar impelidos a matar qualquer um lento demais para escapar de suas garras.

Arzien_Zumbi A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Os mortos caminham em direção aos heróis.

As vozes misteriosas se revelam durante o combate: homens misteriosos envoltos em mantos negros, surrados, que conjuram em nome de Recvill, o Deus da Morte, Corrupção e Decadência!

A medida que os zumbis avançam para o combate corpo-a-corpo, os heróis são atacados a distância por magias, tais como foices mágicas flutuantes, mãos esqueléticas e maldições.

Os zumbis e os dois cultistas de Recvill se mostram adversários perigosos!

O machado de Thorjan, a magia arcana de Liam e o poder da fé de Hejaz tentam sobrepujar seus oponentes.

O combate que se segue quase tem um trágico fim, no momento em que o clérigo da Luz é atingindo por uma magia de causar ferimentos, que fazem cicatrizes e marcas em sua pele.

No fim, os heróis vencem os oponentes, matando a todos.

Arzien_Cultistas_de_Recvill A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Cultistas de Recvill atacam os heróis com suas magias negras.

Arzien-sessao-cemiterio A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

O combate contra os cultistas de Recvill e os Zumbis se mostra difícil e arriscado para os heróis.

O Túmulo do Cavaleiro Kinário

Após derrotarem seus oponentes, os heróis investigam a área de combate.

Eles percebem que, assim como no ponto anterior, haviam buracos escavados no chão do cemitério. Essas evidências levam a crer que os cultistas de Recvill, de alguma forma, sabem da existência das filactérias e agora estão procurando-as.

Ao revistarem os corpos dos cultistas, na esperança de achar a primeira filactérias, Hejaz não a encontra. Apenas algumas moedas e uma poção.

Seguindo as instruções do Crânio de Birmold, os heróis procuram a estátua do cavaleiro kinário Sir Zurgress de Alestack. Eles a encontram após iluminarem as redondezas

Trata-se de uma estátua de pedra, semelhante a de outros guerreiros e cavaleiros espalhados no cemitério. Eles descobrem que se trata de Sir Zurgress de Alestack ao ler seu nome escrito em uma base de pedra, a qual a estátua se encontrava em cima.

Arzien_Estatua_Sir_Zurgress_de_Alestack A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Estátua do cavaleiro herói Sir Zurgress de Alestack (uma das muitas estátuas de guerreiros e cavaleiros antigos encontrados no cemitério).

Sem perder tempo, a tríade começa a escavar usando pás, mãos e com ajuda de magia de Liam Lianon (mãos mágicas).

Acostumado a quebrar pedras e escavar em rochas duras nos arredores a oeste do Forte Bradsgar, Thorjan não vê dificuldade em escavar neste terreno. A força de Thorjan se mostra eficaz, e o anão consegue escavar mais rápido.

Enquanto escavavam, Liam e Hejaz se revezavam na vigilância. Ora Hejaz iluminava com seu escudo mágica, ora Liam utilizava seus Globos de Luz.

Mas isso não foi capaz de prever um ataque silencioso vindo da escuridão!

Duas criaturas formadas inteiramente de sombras emergem pelas costas de Liam e Hejaz e estendem seu abraço da morte.

O feiticeiro e o clérigo sentem um toque sombrio que drena suas forças. As sombras não cessam seus ataques – elas possuem uma sede insaciável pela energia vital.

Arzien_Sombra A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Sombras emergem da escuridão e surpreendem os heróis.

O valente Thorjan, percebendo que seus amigos estavam em perigo, salta do buraco em uma velocidade espantosa. O anão se engaja no combate e ajuda seus amigos a destruírem uma das sombras.

Mesmo severamente ferida pelas magias de Liam, a segunda sombra consegue fugir, se embrenhando nas trevas.

Após derrotarem as criaturas, Thorjan retorna para o buraco e volta a cavar.

Então, o anão encontra um baú de pedra, enterrado a cerca de 2,5 metros bem acima do túmulo do cavaleiro.

Thorjan consegue removê-lo utilizando cordas. Após conferir a presença de magia no baú, Liam decide que o melhor seria abrir de forma cautelosa. Os heróis conseguem abrir a tampa do baú por trás, e logo percebem um forte brilho se formar na frente,  evitando uma armadilha mágica.

Dentro, os heróis encontram um canudo de pergaminho e dentro encontram um pergaminho enrolado, semelhante aos desenhos do diário de Birmold que representam as Filactérias de Arantos.

Os heróis conseguem encontrar a segunda filactéria de Arantos, restando encontrar as outras três.

Hejaz se prepara para contactar pela terceira vez o Crânio de Birmold.

Arzien-sessao-cemiterio-2 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Os heróis encontram a segunda filactéria de Arantos.

Arzien_Filacteria_Arantos A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Filactérias de Arantos: escritos ancestrais fragmentados em quatro pergaminhos.

 

A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II
5 (100%) 9 votes

pinit_fg_en_rect_red_28 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão II

Leia Também:

6 Comments

  1. Foto de perfil de Aharon

    Massa!

    Sem tirar nem por.

    Excelente resumo, fez reviver certos momentos da aventura, até então,

    Primo, vc esta escrevendo cada vez melhor! Parabéns !!! continue assim!!

    • Foto de perfil de Bruno Gonçalves

      Valeu!

      É difícil escrever, mas como tudo na vida, você tem que praticar.

      Acho muito legal manter as sessões registradas. É uma memória viva, que podemos acessar quando precisarmos. Sem falar que cria uma sequência e ajuda não só o mestre, mas os jogadores.

      Vou continuar a escrever sim primo!

      Deixe seus comentários, críticas e sugestões.

      Além disso, deixe registrado também o que seu personagem está pensando, suas inspirações e como avalia as atitudes dos seus aliados.

      Liam é o personagem mais antigo em Arzien.

      Suas novas aventuras ao lado de seus mais leais companheiros só estão começando..

      Ainda tem muita coisa pela frente!

  2. Foto de perfil de Patrick Nascimento

    Realmente, os resumos se tornam cada vez mais imprescindíveis para ajudarem na sequência lógica dos acontecimentos. Nesta sessão, por conta de contra-tempos alheios a minha vontade, não pude participar, mas ao ler este resumo é quase como se tivesse estado lá. Excelente Mestre Bruno!
    Agora está claro que mais uma vertente, além dos diabos e Vasharn, está envolvida nesse esquema – como era de se supor, os clérigos de Recvil estão engajados nessa trama. Levaremos a eles o poder punitivo de Mylanian através do trio de grandes heróis!

    • Foto de perfil de Bruno Gonçalves

      Depois de ter ajudado na missão de recuperar a Trombeta do Sono e salvo o Ducado de Erzyl, essa é a maior missão do Radiante Hejaz Gorwill.

      Ao lado de seus companheiros, o elfo feiticeiro Liam Lianon e do anão guerreiro Thorjan Rhunaheim, o Clérigo da Luz sabe que vai precisar de toda sua fé, sabedoria e liderança no combate contra o mal.

      Será que vão ser capazes de vencer os desafios dessa épica aventura?

      Veremos.

  3. Foto de perfil de Bruno Santos

    Parabens Toi, os textos realmente são obras primas. Essa foi a primeira filactéria conquistada pelo grupo.

    Será que a que Delshanta nos deu é a que a primeira perdida pelo grupo? Além desta dúvida, que infelizmente não pode ser de Zelot, outra questão incômoda: Sem o conhecimento de Birmold, como eles estão sabendo onde procurar as filactérias?

    Zelot precisa se inteirar desses detalhes para poder apoiar inteligentemente melhor o grupo.

    • Foto de perfil de Bruno Gonçalves

      Zelot é uma aventureira e heróina veterana.

      Já passou por muitas situações.

      Principalmente na questão de Segredos e Mistérios.

      Zelot sabe que precisa ser vigilante e esperta, pois as forças malignas são ardilosas.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén