Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Crivon, Reinos de Crivon

Reinos de Toran: Reino de Falcon

Para ambientalização das aventuras do Grupo CaLuCe.

Cenário de aventuras em Crivon Toran

Toran’s Kingdoms: The Falcon’s Realm

ae48e-brasao2bde2bfalcon-1018x1024 Reinos de Toran: Reino de Falcon

Brasão de Falcon.

Continente de localização: Toran
Região de localização: Brigstone Central
Tendência: Neutro e bom
Nome do Castelo: Mardan
Idiomas: Comum; Anão, Elfo;

Sobre o Reino de Falcon

Conhecido como o segundo reino humano em Brigstone, sua fundação se deu pelo sacrifício de muitos colonos, que liderados pelo rastreador Hauser Fiohorne, que tinha como propósito estabelecer um assentamento humano no território de uma poderosa Fênix, conhecida como Falcorn, acabou atraindo sua ira.

Mas a atitude de Hauser de aceitar e vencer o desafio feito pela divindade, o fez cair nas boas graças da mesma, que lhe permitiu manter sua comunidade, que prosperou tempos após, se tornou um dos mais poderosos Reinos em Brigstone.

93af5-phoenix Reinos de Toran: Reino de Falcon

Pintura retratando Falcorn.

Atualmente, enfraquecido após o fim de uma grande guerra ocorrida entre os Reinos de Falcon, Caerleon e Karac Varn de um lado e do outro o Reino de Ophir e Império de Lodis, encontra-se numa vitória custosa e uma paz vigilante.

Com diminuição das plantações e homens para se dedicarem ao cultivo dos campos, o reino está lentamente se refazendo dos altos custo de uma guerra de curta duração, mas com intensas batalhas (2 anos aproximadamente de constantes lutas).

Com a expulsão das forças do Império de Lodis do território briguin, e destituição do regente Rogarth Escudoescama, tido como usurpador e joguete de Lodis – alguns alegam que o regente havia forçado seu casamento com a princesa Princesa Amélia Ophirian, para garantir sua legitimidade no trono, a garantia da paz foi assegurada.

Crivon-lorde-rogarth-ophir-474x600 Reinos de Toran: Reino de Falcon

Destituído, o ex Regente de Ophir, Rogarth Escudoescama e seus aliados, estão foragidos.

Foi colocada a Princesa Tifania Ophirian, segunda na linha de sucessão, no trono, cujo reinado contaria com a participação de embaixadores dos Reinos de Falcon e Caerleon, que agiriam como conselheiros e garantiriam a proteção de Ophir e dos demais reinos em Brigstone.

Princesa-Tifania-Ophirian-360x600 Reinos de Toran: Reino de Falcon

Rainha Tifania Ophirian de Ophir.

Ao Reino de Karac Varn, que participou da guerra em auxílio aos Reinos de Falcon e Caerleon, foi garantido o direito de colonização da pequena cidade portuária, construída pelo Império de Lodis, Kaldern, localizada numa área da Costa Leste de Brigstone, o que permitiria a proteção deste local, por onde outrora havia se iniciado a invasão estrangeira.

O Reino de Falcon é reinado pela Dinastia Fiohorne, cujo atual representante é o Rei Hugh F. Falcorn III, um ex rastreador e aventureiro, que faz parte de uma antiga ordem de cavalaria conhecida como os Cavaleiros da Luz Celestial, da qual é patrono. Sua esposa, a Rainha Amy Sages Fiohorne, uma ex aventureira e clériga da mesma ordem que seu marido, lhe gerou um filho, o príncipe Durandal S. F. Falcorn, ambos estariam sob a égide do esperes, enquanto a paz ainda é garantida.

Relevo

Falcon esta situada numa região conhecida como o Coração de Brigstone, por estar em uma posição central nesse continente, tem facilidade de comunicação entre todas as cidades, se tornando um natural entreposto do Reino. Seu clima é o temperado úmido, suas terras são férteis, possibilitando a plantação de muitas culturas, o que leva a agricultura a ser seu maior potencial econômico e fonte de subsistência de muitas famílias, que enchem a feria local no final de semana, além de exportarem para a Capital e para cidades vizinhas.

Esta a 300 metros acima do nível do mar, possui muitas colinas e planícies, suas áreas mais altas estão estabelecidas na Serra do Wyvern, localizada a oeste com sua montanha mais alta, conhecida como Pico do Falcão Dourado, é limitado pela Floresta Eppi ao norte com sua marca divisória determinada pela cidade Chá Motre (Motre Tea) e ao sul pela Floresta do Wyvern, com sua marca divisória delimitada pela cidade de Falcão Médio (Middle Hawk) ao sul. Falcon é banhada pelo Rio Ralen, cuja nascente advém da Serra do Wyvern e deságua no Mar da Sorte.

Sua capital é cortada pelo Rio do Falcão que com seus afluentes banha algumas das cidades sob seu domínio, mas que devido ao seu curso d’água com quedas e cachoeiras não  possibilita o transporte fluvial.

1d277-colinas2bque2blevam2bao2breino2bde2bfalcon2b2580613-skyrim252bhd-1024x576 Reinos de Toran: Reino de Falcon

O território de Falcon possui muitas colinas, planícies e montanhas.

Divisão do Reino

O Reino é composto por 5 cidades, 8 vilarejos e pequenos povoados ou distritos a saber:

Cidades

  1. Grande Cidade de Falcon – capital do reino, onde se localiza sua sede administrativa e acadêmica;
  2. Ducado de Malphetrin – cidade portuária de grande poderio econômico e onde se situa a burguesia mercante;
  3. Baronato de Falcão Médio – localiza-se ao sul da capital, fazendo fronteira com Caerleon, cidade mineradora de prata;
  4. Marca Chá Motre – localiza-se ao norte da capital, fazendo fronteira com Ophir, cidade especializada na fabricação de chá, café, açúcar e ervas;
  5. Vila Rift – localiza-se a leste da capital, cidade agropecuária;

Vilarejos

Celestial, Falcorn, Sibilo, Bela Senhora, Donathian, Veromundo, Chama Branca e Pena.

Segurança

O Reino conta com um combalido contingente militar de aproximadamente 2.400 soldados, e 480 cavaleiros. Seis batalhões espalhados entre as maiores cidades do Reino, tentam cobrir seu  vasto território e restabelecer a paz e segurança que foram perdidas durante o período de guerra.

O banditismo e ações terroristas continuam a afligir o povo, que sofre com ataques de soldados remanescentes do Império de Lodis, aliados renegados do antigo regente Rogarth, que além de atacarem caravanas e povoados para realizarem saques e atrocidades, buscam gerar todo o tipo de intriga entre os aqueles que não compartilham da visão de paz do Rei de Falcon e seus aliados.

Além dos problemas decorrentes do pós guerra, vem crescendo, por parte de gnolls e orcs do clã do machado sanguinário, os ataques a áreas pouco habitadas.

No controle das forças armadas do Reino, o Rei Hugh instituiu seis marechais, que com ele coordenam as forças do reinado. Os marechais são:

  1. Lorde Alucard Sabat – Capitão da Guarda de Falcon (Cidade Capital)
  2. Lorde Sonnen de Falcão Médio;
  3. Lorde Xanatus Motre de Chá Motre;
  4. Lorde Elran Kisborne II de Malphetrin;
  5. Lorde Boenegard Motre de Rift;
  6. Lorde Dantas Pentúria, Senhor da Patrulha e Defensor do Território;

Além de contar com seus seis marechais, que também compõe seu Conselho de Guerra, ele tem o suporte de sua aliado de aventuras, , que dizem ser o líder de sua antiga ordem, um homem sagaz e estratégico.

Rolf-Arkaine-2 Reinos de Toran: Reino de Falcon

Sir Rolf Arkaine.

Divisão da Cidade Capital de Mardan

Com muralhas de 3,5 metros de altura, 3 portões de acesso principal à cidade a cidade esta dividida em 5 setores Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro,  com sua área de comércio, nobres casarões, hospedarias, tavernas requintadas na parte oeste, feiras e  templos na área leste, academias, outras hospedarias e tavernas, na área sul e toda uma área arborizada, com o antigo cemitério no setor norte e poucos oratórios, algumas casas e pequenas áreas de plantio no setor norte.  No centro , fica o Castelo de Mardan e a Fortaleza do Cavaleiro Falcão, centro militar do Reino.

O Castelo de Mardan, uma magnífica e suntuosa construção de tempos passados, fica no centro da cidade e se constituí no último bastião de proteção de seu povo em momentos de invasão, conseguindo manter muitas pessoas a salvo em seu interior e garantir meios para sua sobrevivência em muitas situações de cerco.

crivon-castelo-mardan-falcon-600x392 Reinos de Toran: Reino de Falcon

Castelo de Mardan, centro do Reino de Falcon.

Governo e governabilidade

O Reino é regido pela ancestral Dinastia Fiohorne Falcorn, desde sua fundação pelo ancestral Hauser Fiohorne até o momento atual.

cf397-hugh2bf2bfalcon2biii-bmp Reinos de Toran: Reino de Falcon

Rei Hugh F. Falcorn III é o atual governante.

Sua corte é formado por integrantes das famílias dos maiores nobres do reino e daqueles que ascenderam as graças da realeza, com o passar dos tempos.

Seu governo decorre de forma absoluta e contava com os Três Grandes Sábios, que auxiliavam o Rei em suas decisões. No entanto, com o sistemático assassinato deles (de forma definitiva), durante a guerra, conta atualmente com um Grande Conselho, que tem poder consultivo, onde as 10 grandes famílias da cidade mantém um de seus representantes, normalmente essa função é reservada ao cabeça de cada família.

O Grande Conselho é formado pelos mais proeminentes membros da realeza, sendo das seguintes famílias: Donatus, Gafgarion, Malphan, Gulthis, Kisborne, Pentúrian, Brant, Motre, Sabat, Sonnen, e representante dos clericatos com templos e obras atuantes na cidade, além de dois representantes do povo.

Religião

Em Falcon, todos os cultos que não sejam considerados “prejudiciais” e contrários aos princípios reais, encontram um lugar seguro dentro de seus muros, no entanto existem os seguintes templos com obras de assistência e caridade aos necessitados:

Santa Alis – com o Templo da Valentia;

Philaha – com o Grande Igreja da Luz, com sua cúpula repleta de vitrais e estilo gótico, na Velha Falcon;

Tyr – com a Casa da Justiça (um Tribunal). No tribunal, são julgados casos de pequena e médias proporções, casos de repercussão maiores são julgados com a presença do Grande Conselho;

Falcorn – o culto ao antigo deus flamejante e padroeiro do Reino de Falcon. Um lema de seus adoradores é que “Falcorn era uma fênix e como tal, retornará das cinzas com muita força”.

Relações com outras cidades

  • Vive um paz vigiada entre com o Reino de Ophir;
  • Mantem uma grande aliança com a Casa Sages de Caerleon, garantidas através do casamente entre o Rei Hugh e a Pincesa de Caerleon, Amy Sages Caerle;
  • Mantém relações de embaixada e harmônicas com o Reino de Karac Varn, com que compartilha as explorações feitas na Costa Leste do Reino.
crivon-Amy Reinos de Toran: Reino de Falcon

Rainha Amy S. Fiohorne, antiga Princesa de Caerleon.

Povo

Sua população decaiu muito após a guerra e hoje sua cidade sede, conta com aproximadamente 15.300, contando com os habitantes de todo o Reino. Sendo composta por humanos (85%), halflings (7%), anões (7%) e poucos elfos (1%).

Gnomos na região de Brigstone são raros.

Moeda

A dinastia real de Falcon cunha sua própria moeda, que era expressa em:

PhoenixCoin__58745.1426361115.1280.1280-600x402 Reinos de Toran: Reino de Falcon

Antiga moeda de ouro de Falcon .

  1. Falcões de platina – moedas de mesmo material;
  2. Falcões de ouro – moedas de mesmo material;
  3. Falcões de prata – moedas de mesmo material;
  4. Falcões de cobre – moedas de mesmo material.
  5. As moedas de electro eram muito raras, mas ainda era possível encontrá-las e cambiá-las livremente no antigo reino.

As redondezas e rumores

  • Os grandes heróis de Falcon e da guerra passada, os Cavaleiros da Luz Celestial, estão fora do Reino em missões, espalhados por Crivon, o que tem feito muitos epecularem se a ordem estaria pronta para conter um novo mal, caso algo subitamente viesse a ocorrer em Falcon;
  • Pessoas especulam que a Rainha não conseguiu gerar um herdeiro para o Rei e que o fato dela estar encoberta, em terras longíquas é um indício da verdade;
  • Apesar de ter sido combatida e quase erradicada a “Peste Pustulenta” continua a aligir algumas pessoas em vilas distantes da capital;
  • Dizem que um novo líder orc surgiu;
  • Dizem que Sir Rolf Arkaine, é quem realmente comanda o Reino, após a queda e assassinato dos Três Grandes Sábios de Falcon (Doran, Luan e Silvio);

Elaboração e criação: Patrick Nascimento
Fonte de imagens: internet

Reinos de Toran: Reino de Falcon
5 (100%) 3 votes

Leia Também:

9 Comments

  1. Será nesse cenário que se iniciaram as aventuras do anão da colina Domeraclif, o humano brigstonês Lutz e o elfo dourado Astânis.

  2. Rumores atualizados! Grupo 1, considero interessante dar uma lida neste material.

  3. Condado atualizado: informações sobre a função dos conselheiros e novos rumores. Sugiro a leitura para o grupo 1.

  4. Excelentes adendos, somente alguns pequenos pontos a considerar a cerca dos conselheiros/área de atuação.

    Claudius Alfus – Membro do conselho de Falcon, responsável pelos esgotos e galerias subterrâneas
    Acho que seria mais coerente ser algo como Saneamento e Águas

    Já Luiz Brant com a área de Agropecuária (Agricultura e Pecuária), substitui Deraph, a não ser que as áreas de abrangências seja bem vasta.

    No mais ficou ótimo man!

  5. Realmente, existem coisas para reavaliar. Acho que sempre quando elaboramos um texto e damos uma nova olhada acabamos encontrando algo que precisamos modificar. Vamos lá:

    – Quanto a Claudius Alfus – a nomenclatura do conselheiro é algo relativo. Hoje enxergamos a coisa de forma mais unificada e profissional, no tempo medieval isso era mais rústico específico, então pode ser mantido;

    – Quanto a Luiz Brant, realmente comi mosca (risos), era para ser apenas pecuária. Apesar de não serem áreas bem vastas a formação de um conselho político, assim como nos governos do mundo real, não visa realmente uma função, mas sim um pretexto para mais um cargo político. Por exemplo: você acha que realmente precisamos de 39 ministérios no Brasil?

    Mas com base nos seus comentários e nos de Bruno G., deverei incluir mais algumas informações em breve. É muito bom ter vocês como consultores.

    Valeu Brunão!

  6. Atualizado. Boa leitura para pjs deste cenário e interessados. Boa leitura.

  7. Reli o texto. As principais mudanças foram em Redondezas e Rumores.

    Sugiro da próxima vez citar onde devemos focar a leitura !

  8. Ops! Rumores atualizados em Condado de Falcon.
    Foi para lhe proporcionar uma revisão nobre Bruno. kkkk

Leave a Reply

Theme by Anders Norén