Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Arzien, Aventuras em Arzien

A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

No dia 19/05/2017 das 18:30 às 22:30 ocorreu a 28ª sessão de Arzien com a participação de 100% dos jogadores do Grupo 1. 

Os heróis LiamHejaz Thorjan continuam a busca pelas Filactérias de Arantos no Cemitério dos Guerreiros Derrotados. O trio enfrenta novamente cultistas de Recvill que lideravam uma horda de guerreiros esqueletos. Uma figura misteriosa aparece e os ajudam em um combate ferrenho de vida ou morte…

Essa é a décima primeira sessão da aventura “A Coroa da Ruína”.

Confira as últimas sessões:

Uma Tentativa de Descanso

Após uma série de combates desafiadores, o trio de heróis encontra a 3ª Filatéria de Arantos escondida em um baú no fundo de uma pequena lagoa.

Feridos e cansados, os velhos amigos  resolvem descansar um pouco, tentando recuperar o fôlego para continuarem a jornada na busca da última filactéria de Arantos.

Os heróis se ajeitam próximo às ruínas da estátua da nobre elfa, tentando se afastar do ambiente lamacento e tenebroso que os cercam.

Com um olho aberto e outro fechado, cada um deles busca recuperar suas forças.

O guerreiro Thorjan tenta descansar seus músculos para o melhor desempenho nos combates vindouros. O anão, com sua vasta experiência militar, percebe que cada vez mais que adentram no interior do cemitério os perigos se tornam maiores. Ele sabe que vai precisar de toda sua vitalidade e para continuar a missão.

O feiticeiro Liam busca repousar sua vontade interior e avaliar as condições de sua energia arcana.  Experiente em aventura

Por fim, o clérigo Hejaz tenta encontrar um pouco de paz e harmonia, algo que é praticamente impossível neste lugar infestado de energia negativa.

Arzien_Cemiterio-dos-Guerreiros-Derrotados-2 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

O ambiente que os cercam é hostil e opressor.

As árvores retorcidas, a neblina rodopiante, sussurros sombrios e formas inquietante perambulam livremente além da escuridão.

Para conseguirem descansar em um lugar como esse, cada um dos heróis teve que ter bastante força de vontade para não permitir que o medo invadisse suas mentes e corações.

  • Foi exigido um teste de resistência contra Sabedoria CD 12. Todos passaram.

Em dado momento, enquanto descansavam, o elfo Liam percebe uma estranha movimentacao vinda de lados opostos. Dois seres se aproximavam, se escondendo na penumbra formada pela luz do escudo de Hejaz e nas lápides de pedra das covas.

Liam alerta aos seus companheiros, mas não tempo suficiente para dois carniças avançarem sedentos pela carne de seres vivos!

Arzien_Carnical A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

Dois carniçais saltam da escuridão e interrompem o descanso dos heróis.

O combate é breve, porém suficiente para interromper o descanso dos heróis.

Apesar de Hejaz ter sido paralisado com um golpe de garra de um dos carniçais, Thorjan habilidosamente destrói ambos os mortos-vivos com seu machado mágico.

O clérigo retoma seus movimentos instantes depois. Se ele estivesse sozinho, seria uma presa fácil para os perigosos carniçais.

Quarto Contato com o Crânio de Birmold

Percebendo que não seria nada seguro descansar dentro do Cemitério dos Guerreiros Derrotados, o trio de heróis decide por continuar a busca pelas filactérias de Arantos.

Hejaz, pela quarta vez, faz o contato com o Padre Alexander Birmold, com a magia de Falar com os Mortos através do seu crânio.

Crânio de Birmold: Para a quarta filactéria encontrar, deste ponto para o Leste, além da Colina do Descanso do Rei, devem seguir.

Escondido, dentro da cripta de Lorde Esthalf Vermond, o Vingativo, no Sepulcro dos Comandantes, vocês devem procurar.

Para o local acessar, uma passagem secreta devem destravar. Girar a Estrela dos Guerreiros do Sul três vezes para a direita.

Quando a quarta e última filactéria encontrar, do lado de fora da cripta devem me contactar.

Sem perderem tempo, o trio de heróis segue o caminho indicado.

Eles logo percebem que vão precisar contornar a parte sul da Colina do Rei, uma formação geológica elevada que, conforme sabem Liam e Hejaz, está localizada, no alto, a Cripta do Rei Ferthgull.

Arzien_Cranio-de-Birmold A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

Hejaz entra em contato mais uma vez com o Padre Alexander Birmold através do seu crânio.

Esqueletos Guerreiros

Em dado momento, quando estavam cruzando o a parte sul da Colina do Descanso do Rei, nas proximidades da escadaria que leva até da Cripta de Ferthgull, o trio percebe uma movimentação na neblina e escuridão.

Eles são cercados por um grupo de seis esqueletos guerreiros.

Armados com espadas, machados e maças,  protegidos por peitoral de aço e meias-armaduras enferrujadas, além de escudos de metal, os mortos-vivos atacam em uma organizada formação militar.

Em seus escudos era possível ver símbolos do antigo Império Kinária, revelando serem guerreiros do Último Exército que lutaram ao lado do Rei Ferthgull contra o Rei-Orc Temorkar.

Contudo, haviam pequenos crânios de metal cravados em seus elmos e armaduras, revelando que esses mortos-vivos agora estavam a serviço de Recvill, o Deus da Corrupção e da Morte.

Arzien_Esqueletos_Guerreiros-1 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

Esqueletos guerreiros cercam os heróis.

Para piorar, as criaturas estavam acompanhadas por dois clérigos, que, ao longe na escuridão, atacam os heróis com suas magias malignas.

Esses esqueletos, diferente de outros encontrados, eram mais fortes, mais habilidosos e resistentes.

Eles cercam Hejaz e Thorjan, tentando acabar com suas forças da forma mais rápida e eficaz.

Do alto, levitando, o feiticeiro Liam tenta rechaçar os oponentes a distância com suas magias. Contudo, ele também se torna alvo dos feitiços dos clérigos do Deus da Morte.

Como já ocorrido antes, o Radiante se torna alvo da maioria dos ataques dos esqueletos, conforme ordenam os seus mestres cultistas.

Thorjan, se torna alvo das magias negras de um dos cultista. Ele tenta minar a força do guerreiro anão, que resiste bravamente.

O segundo cultistas volta sua atenção ao feiticeiro, tentando atingi-lo com uma Arma Espiritual. Em dado momento, ele chega a se aproximar para tentar cegá-lo com um raio necromântico, mas o feiticeiro resiste.

O combate se mostra altamente perigoso.

 

Arzien_Cultistas_de_Recvill2 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

Cultistas de Recvill lideram um pequeno secto de esqueletos guerreiros.

Uma Misteriosa Figura

Em dado momento, durante o combate, uma figura misteriosa atravessa o corpo de um dos cultistas de Recvill com uma espada de lâmina gélida. Era justamente o clérigo que havia se aproximado para tentar cegar Liam com sua magia negra.

Usando um manto negro com fios brancos, semelhantes a teias de aranha, e portando duas espadas, uma longa e uma curta, ela se junta no combate contra os esqueletos.

Rodopiando e se esquivando como pode, a misteriosa figura mostra possuir uma habilidade exemplar com as espadas.

Graças a presença deste novo aliado, os esqueletos guerreiros se voltam sua atenção contra o novo oponente, deixando de atacar o Radiante.

O combate feroz volta a pender ao lado dos heróis.

Thorjan, graças a sua grande habilidade, consegue destruir os esqueletos do flanco direito.

Do outro lado, Liam e a misteriosa figura conseguem destruir os esqueletos do flanco esquerdo.

Os heróis destroem todos os esqueletos.

Liam ainda tenta eliminar o cultista com um poderoso relâmpago, mas ele consegue fugir, bastante ferido.

A misteriosa figura remove o capuz e então se apresenta ao trio.

Para a surpresa do trio, era uma bela mulher dulamariana, de cabelos castanhos escuros, olhos penetrantes, vestindo uma armadura de couro negro.

Ela se apresenta como Zelot e estava a procura dos heróis após saber que eles haviam adentrado ao cemitério nesta noite.

Sua missão era ajudá-los a eliminar as forcas malignas que ameaçam a segurança do Condado de Marantel e do próprio Reino de Dulamar.

Devidamente apresentados a nova aliada, os heróis tentam recobrar o fôlego, curam seus ferimentos e se preparam para continuar na busca pela quarta filactéria de Arantos.

A sessão termina neste momento.

  • Continua…
Arzien_Sessao-28 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

O combate ao sopé da Colina do Descanso do Rei se mostrou desafiador. No fim, os heróis vencem os inimigos com a ajuda de um misterioso aliado.

Arzien_Zelot_2 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

Zelot se junta aos heróis na missão de impedir que forças malignas deste local ameacem a segurança do Reino de Dulamar.

A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV
5 (100%) 2 votes

pinit_fg_en_rect_red_28 A Coroa da Ruína, 3ª Parte: As Filactérias de Arantos, sessão IV

Leia Também:

3 Comments

  1. Foto de perfil de Bruno Santos

    Muito bom o resumo, fidedigno às passagens vivida pelos heróis.

    Algumas perguntas agora rondam a cabeça de Zelot:

    1. Qual o proposito das Filactérias de Arantos, e por que os heróis estão atrás delas?
    2. O grupo está sendo apoiado em conhecimento por um objeto mágico conhecido como o Crânio de Birmold (Padre Alexander Birmold), quem é, e por que ajuda os heróis?
    3. O Rei Ferthgull, é um nome familiar a Zelot, entretanto seu pouco estudo não lhe revela quem fora e se a cripta deste rei faz parte do roteiro do grupo.
    4. O que os sacerdotes de Recvill fazem neste local, e por que quer impedir o avanço do grupo?

    Seja como for, ela irá ajudar esses heróis. Seus feitos coincide com seus objetivos de proteger Arantur e Dulamar.

    • Foto de perfil de Bruno Gonçalves

      Que bom que está gostando, Scuby.

      Realmente, muitas dúvidas rondam a mente de Zelot.

      Os inputs que a ladina sabe são poucos, basicamente que forças malignas estão associadas para extrair algum mal poderoso e ancestral do Cemitério.

      Como se não bastasse, Zelot sabe que a Comitiva do Rei Callahan Urzendur está nas proximidades do Condado de Marantel.

      A presença do Rei não é ao mero acaso. Ela foi cuidadosamente planejada.

      Agora, quem são os vilões, o porque, qual a motivação e a extensão da influência que o mal que assola este lugar, Zelot vai ter que descobrir…

Leave a Reply

Theme by Anders Norén