dales Heróis de Crivon: Dales

Dales o guerreiro de Parolith.

Jogador: Bruno Santos

Dales foi um guerreiro herói da divindade do heroísmo que desejava desde sua infância aspirar a herói, embalado pelas histórias contatas por seu pai, Herlgarthe, um soldado de espírito nobre, justo e solidário, cujo exemplo de auto sacrifício para manter a família composta por ele, sua esposa e seus sete filhos, inspirou o filho caçula ainda mais.

Esse foi o primeiro personagem jogado por Bruno Santos, dentre outros de sua autoria. Sempre obediente as ordens que lhe eram dadas, procurava executá-las com o máximo possível de perfeição, porém sua impulsividade às vezes fala mais alto, principalmente quando fixava uma ideia em sua cabeça, não descansava até executá-la.

Começou suas aventuras após atender o Chamado de Alis, assim como outros candidatos a se tornarem os futuros Cavaleiros da Luz Celestial. Ao retornar a sua cidade, após uma aventura onde encontrou a Oráculo de Parolit, Ormus, que desvendou a natureza e motivo de seus reiterados sonhos com a antiga heroína, Dales soube do Massacre de Caminithe e do retorno de Lassic, da boca do próprio pai, único sobrevivente da batalha, que apresentava enorme desgosto pela vida e abatimento, após ter sido libertado de seu cativeiro para contar ao Reino de Parolith, que tentou ajudar Caminithe, o que havia se passado naquela batalha.

As torturas que foram infringidas a Herlgarthe e o sofrimento que teve que assistir foram demais para o pai do jovem guerreiro, que morreu logo em seguida como uma sombra do glorioso guerreiro que foi.

Indignado e com vontade de levar a justiça a Lassic, Dales parte em missão, reunindo-se com outros jovens aventureiros que tinham o mesmo propósito que o dele.

Mestres em armas:
1. Em seu histórico é dito que foi treinado por seu pai Herlgarthe, um soldado veterano que apesar de não ter grandes aspirações na vida, era um honrado, abnegado e resistente soldado dos exércitos de Parolith a serviço do Rei Danicus Padstarn;

Principais inimigos:
1. O tiefling meio batezu Goldash Goth;
2. O ninja tiefling Haroti Hanzo;
3. Lassic Cetro Rubi

Romances:

Não teve tempo para romances em sua trajetória.

Equipamentos mais relevantes:
• Lâmina de Dales (Espada Longa Élfica) – espada de forjadura élfica tinha grande leveza, resistência e corte incomum, tendo permanecido com o guerreiro e o ajudando a enfrentar muitos inimigos, foi conquistada em sua aventura na Floresta da Teia quando para encontrar o Oráculo de Parolit;
• Espelho de Noah – com esse equipamento, conseguiu se comunicar para conseguir conselhos e informações do arquimago Noah Lutz, foi lhe dado após o dispertar do mesmo na Torre de Cristal, quartel-general dos Esperes.

Principais feitos:
• Participou ativamente da série de aventuras que levou um grupo de heróis a derrotar o revivido Lassic e a gerar a nova contenção do Obscuro;
• Deu início a busca pelas Armas de Lacunian.

Paradeiro – os relatos de seus antigos amigos davam conta de que foi morto durante o desmoronamento de uma das bases de operações de Goldash Goth, quando tentou, sozinho, libertar e manejar um veleiro enquanto todos os seus amigos conseguiram juntos fazer zarpar uma embarcação de porte maior onde conseguiram levar todos os heróis e os cativos que haviam se tornado escravos do tiefling. Durante a fuga, enquanto tudo era soterrado na baía interna a embarcação maior conseguiu sair, mas o veleiro, assim que foi desprendido, foi apanhando por uma rocha que o naufragou, prendendo o jovem guerreiro no fundo da baía. A última imagem captada pelos olhos do guerreiro, foi a visão de Noah entristecido pela perda dessa grande promessa.

Era de existência: VI
Cidade Natal: Reino de Parolith
Etnia: motaviano
Gênero: masculino
Idade: 16
Descendentes:

Criação e elaboração: Patrick Nascimento
Fonte de imagens: internet

Heróis de Crivon: Dales
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 Heróis de Crivon: Dales

Leia Também: