Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Crivon, Religiões de Crivon

Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

tumblr_mpkp65EOMg1rcz4rao1_500-Shiva-420x600 Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

Quadro retratando Shiva, a Senhora do Gelo e da Neve.

Rainha absoluta do Continente gelado de Dezori, a Imperatriz da Geleira Eterna, Senhora do Frio, Grande Wyrm de Cristal – esses são alguns dos nomes pelos quais seus súditos conclamam a Soberana de Dezori, Shiva é a divindade que representa o frio, sendo caótica e neutra.

Diz a lenda que Shiva assim como Ophir, foi um dos primeiros dragões de Crivon e que se instalou nas montanhas de Dezori, rivalizando com o poderoso dragão branco Talmudradon e lutando contra o gigante de gelo Grendel o Rei da Neve.

Alguns estudiosos alegam que Shiva foi a primeira Sumo Arquimaga de Crivon, uma alta elfa chamada Shanteelar Ivaneron, que havia criado inúmeras magias baseadas em frio e gelo, cujo poder se elevou de forma tamanha, que a elevou ao estado de divindade.

gigante-de-gelo-398x600 Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

O gigante do gelo Grendel, o Rei da Neve, um dos maiores rivais de Shiva.

Detentora de grande astúcia e capacidade de articulação, mesmo com poderosos inimigos cobiçando seus territórios, conseguiu mantê-los ocupados em conflitos internos que os enfraqueciam e os mantinham longe de seus domínios.

Conhecedora de muitas histórias e lendas, é dito que gosta de travar longas conversas com arquimagos e pessoas que julgue interessantes. No entanto, pode ser extremamente violenta e implacável com aqueles que considerar ignorantes, desinteressantes ou hostis.

Tornou-se Senhora de Dezori por aclamação de seus povos após ter unificados as tribos bárbaras dezorianas, derrotado o Rei da Neve e sua Horda da Estalactite Sanguinária e forjado um pacto de não agressão com seu arquirrival Talmudradon Penas de Gelo.

cleriga-de-shiva-315x600 Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

Típica clériga de Shiva.

Com o feito passou a ser venerada pelo povo e foi adquirindo poder, até se tornar uma divindade menor, inicialmente cultuada no Continente Gelado, mas passou a ser cultuada em outras localidades de Crivon, como a nova Senhora do Frio e do Gelo.

Seus clérigos acreditam que Shiva lhes concede a benção para disporem da força e saúde necessárias para sobreviverem as intempéries de Dezore e de seu rigoroso clima frio e inóspito e da sabedoria e astúcia necessárias para vencerem os adversários mais fortes e as situações em que a força e as armas não podem resolver.

Seus clérigos e monges, homens ou mulheres, podem utilizar roupas pesadas ou leves, mas sempre terão os tons em azul.

  • Seus domínios são: tempestade e enganação
  • Arma predileta: lança ou tridente.

A Senhora do Gelo, sai de sua fortaleza para visitar localidades até mesmo, no grande continente de Toran, mas apenas em tempos frios.

Ryon-castelo-drefisnan-em-dezori Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

Fortaleza de Drefisnan em Ryon.

Seu clericato veste roupa branca com detalhes em azul cintilante ou escuro. Sua sede fica na Fortaleza Cintilante de Drefisnan em Ryon.

Seu símbolo sagrado é uma pedra de cristal de gelo azul com uma irradiação ao seu redor em fundo branco.

Shiva_2_0_by_Earthstar01-symbol-200x200 Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

Símbolo de Shiva.

Elaboração e criação: Patrick Nascimento
Fonte imagens: internet

Shiva, a Rainha do Gelo Eterno
5 (100%) 1 vote

pinit_fg_en_rect_red_28 Shiva, a Rainha do Gelo Eterno

Leia Também:

2 Comments

  1. Gostei da narrativa. Gostaria de entender como é o relacionamento político entre essas “novas” divindades. Ou elas são distantes uma das outras a ponto de não haver algum tipo de relacionamento, positivo ou negativo entre si?

  2. Que bom que gostou. Existem relações de aliança, amizade e inimizade entre as divindades de Crivon, algumas são alheias ou indiferentes, mas isso será melhor especificado no futuro. O ideal é acompanhar de tempos em tempos as descrições dessas divindades ou os comentários de atualização que aparecem na página inicial da Orbe dos Dragões.

Leave a Reply

Theme by Anders Norén