Orbe dos Dragões

Cenários, Aventuras e Sistemas de RPG

Aventuras em Crivon, Crivon

Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas – a nova hospedeira

Para ver o capítulo anterior, clique aqui.

Em outra parte, Markin buscava a criança quando, após avistar o clarão proveniente de um lampejo de relâmpago, que riscou o céu noturno, logo seguido pelo estrondo do trovão, viu duas figuras próximas, uma agachada e a outra, menor, deitada no chão.

Há não muito metros a sua frente, uma elegante elfa florestal pareceu arfar o ar com um pouco de dificuldade e tossiu, como uma pessoa que ao se recuperar de um afogamento, respira o ar novamente, como se fosse pela primeira vez. Por um rápido instante, Markin pensou ter visto os olhos dela totalmente enegrecidos, mas pensou ter imaginado coisas.

adrie-irma-de-adran-395x600 Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas - a nova hospedeira

A elfa respirou estranhamente.

Markin, intuiu pelo olhar da elfa, que ao avistá-lo, estreitou sua visão como se vislumbrasse um inimigo e analisasse uma maneira de evita-lo ou confrontá-lo. O semblante da elfa estava fechado. Por fim, ela se levantou, deixando a criança no chão. Então, sacou sua adaga de prata e falando ameaçadoramente em élfico, disse:

– Quem é você?!

Markin com uma natural casualidade, respondeu enquanto tentava perceber se a criança estava se movendo:

– Assim como você donzela, sou um elfo.

A elfa, com um tom de ironia, devolveu:

– Bem, isso meus olhos me permitem discernir sem a ajuda de suas palavras insolentes! No entanto apesar de ter a aparência de um elfo, você pode ter se desviado de seu caminho. Tudo o que vejo é um elfo que carrega a espada cujo o cabo, com manchas de sangue, se assemelha ao formato das marcas feitas nesta criança. O que me indica que você, pelo que fez é no mínimo hostil.

Constrangido, Markin se aproximou, mais um pouco dela, lentamente e disse:

– Não era minha intenção machucá-la. Mas você precisa saber que essa criança é mais perigosa do que pode aparenta, para sua segurança, lhe sugiro que se afaste dela e a deixasse comigo.

Olhando ameaçadoramente para Markin e tomando uma postura defensiva, ela retrucou:

– Caso se aproxime mais um pouco, perceberá que sou uma oponente mais a sua altura do que a criança que nocauteou.

Markin se conteve, parou e rebateu a ameaça dizendo:

– Dama, você não tem noção do perigo que está correndo ao dar cobertura a essa criança. Ela contém um mal que você não teria condições de conter.

Para a surpresa do alto elfo, a elfa florestal lhe exibiu um sorriso sinistro. Sua bela e altiva face se transfigurou numa careta que exibiu um malicioso olhar, seus olhos tinham a íris fendida.

Markin percebeu que algo havia acontecido e isso não era nada bom. Por fim a elfa lhe disse com uma mórbida voz grossa, que destoava da voz melodiosa de outrora:

– Está certo numa coisa maldito! Essa elfa não teria condições de me vencer, mas teve plenas condições de me conter, mais apropriadamente do que está criança. Agora ela é a nova hospedeira para mim!

Sabe?! Eu iria matar a criança e deixar seu pequeno corpo aqui, para que você, herói, se ressentisse e acreditasse que a havia assassinado! Pena, você foi mais rápido do que pude pensar! Que droga! Eliminou minha pequena diversão.

elfa-maligna-407x600 Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas - a nova hospedeira

A elfa se transfigurou, demonstrando ser a nova hospedeira do corruptor.

Surpreso com a aterradora descoberta, Tinthalion tentou esboçar uma reação, no entanto não foi rápido o bastante para evitar que a elfa evadisse e desaparecessem em meio a mata, deixando para trás a criança ainda inconsciente.

Markin se sentiu aliviado pelo confronto que não ocorreu, pois se preocupou com a infante, que poderia ter perecido nas mãos da criatura durante uma luta ali.

Percebendo que precisaria agir rápido, pois entendeu que a criatura tinha a perigosa habilidade de passar de um corpo para outro, o alto elfo conjecturou as possíveis implicações da nova possessão daquele corruptor.

Para Tinthalion, a entidade era uma espécie de passageiro das trevas e ao encontrar a elfa naquele local, criou para ele um embaraço e novo desafio, ao qual o cavaleiro arcano não poderia se desviar.

Contemplativo, o alto elfo segurou gentilmente a criança e a carregou nos braços enquanto lentamente marchou pela floresta, pensando em sua nova preocupação.

Não muito longe de onde Tinthalion estava, em outra parte da floresta, um duro confronto entre raças rivais ocorreu.

Flechas e dardos irromperam de todos os lados, enquanto elfos e hobgoblins tombavam em combatentes corporais por entre arvores e arbustos. O combate seguiu ferozmente, no entanto os goblinóides pareciam vencer em números e ao empreenderem um rígido posicionamento tático.

Ademais, os goblinóides também contavam com o poder destrutivos de ogros da floresta, que com sua brutalidade e selvageria, devastavam seus adversários.

O aparente líder daquelas forças goblinóides, não contendo um sorriso de contentamento em seu rosto, encontrou e contemplou o líder dos elfos, o valente Adran Flecha Rápida e o convidou para confronto singular. Confiante, ele não contava que em breve, sua maré de vitória viraria.

Hobgoblin Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas - a nova hospedeira

O líder hobgoblin contava com uma vitória certa, sem saber do adversário que estaria por chegar.

Nos braços de Markin, lentamente a criança despertou, como se despertasse de um sono ruim, exaurida pelo desgaste de conter uma entidade demoníaca, encontrou no rosto do alto elfo um alívio para seu terror.

No entanto o semblante de Markin exibiu uma preocupação que ela não conseguiu identificar. Enquanto a conduziu em seus braços, brevemente conversaram. Durante o diálogo Markin ficou sabendo que a criança de chamava Bianca Duprê.

A conversa foi interrompida pois Tinthalion ouviu o som daquilo que lhe pareceu uma peleja em larga escala, vinda de algum lugar dentro da floresta, que lhe pareceu muito próximo.

Em alerta pela ameaça iminente, escondeu a criança da melhor forma que pode e lhe pediu que para ficasse em silêncio absoluto e tão imóvel quanto pudesse se manter, dizendo a ela que investigaria a situação a frente, prometendo retornar para busca-la.

Assim Markin, a passos largos, partiu em meio a mata e após pouco tempo de corrida, viu corpos de elfos e hobgoblins mortos, e percebeu que o barulho que ouvira era oriundo de um longo combate no interior da floresta, entre elfos e hobgoblins.

Ao observar brevemente a batalha que ocorreu, sua percepção se aguçou e o levou a entender, que se não interferisse, o lado goblinóide venceria. Notou que por conta da aparente vitória dos hobgoblins, o moral dos elfos pareceu minguar.

Sem titubar, ele começou a confrontar os goblinóides com sua habilidade de espadachim e enfraqueceu uma boa parte do grupo inimigo com uma poderosa magia de fogo cujo efeito colateral pôs fogo numa arvore que estava próxima aos seus adversários.

Eis que surgiu para confrontá-lo um poderoso e resistente ogro, que havia sido responsável por eliminar uma dezena de elfos florestais. Todavia, apesar de sua força e tenacidade brutais, o ogro não foi páreo para a Lâmina do Trovão de Iluminah portada por Markin, sendo derrotado pelo alto elfo.

markin-25-12-15 Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas - a nova hospedeira

Combate contro ogro e hobgoblins. Fonte Roll20.net em 25-12-15

Com a derrota do robusto ogro das matas, os elfos florestais ganharam novo ânimo combativo. Perceberam o auxílio que aquele elfo forasteiro os estava dando ao eliminar sozinho uma poderosa ameaça e muitos outros hobgoblins que se interpunham em seu caminho.

Esse fato os fez persistir, levando-os a vencerem seus adversários que viram na chegada de Tinthalion uma grande ameaça, que os forçou a baterem em retirada.

adran-irmao-de-adrie Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas - a nova hospedeira

O líder dos combatentes elfos, olhou para Markin e teve um presságio.

A batalha havia sido vencida, mas enquanto alguns elfos se empenhavam em eliminarem os inimigos restantes, ou dar-lhes o golpe de misericórdia, outros buscavam se reunirem para apagarem o princípio de incêndio provocado na arvore que fora atingida pela magia do herói.

Foi que entre eles, um elfo florestal, de porte altivo, carregando um grande arco composto, finamente trabalhado, se aproximou do alto elfo. Com seu olhar profundo e melancólico, observou atentamente Markin S’man Tinthalion.

Pareceu ao herói que aquele elfo em particular estava enxergando além de sua aparência, como se percebesse que apesar do herói ser também um elfo, não pertencia aquele povo, e sua chegada denotava o prelúdio de alguma coisa sinistra.

Para ver a continuação, clique aqui.

 Criação e elaboração: Patrick, Aharon.
Fontes de imagens: internet
Autoria da imagem da capa do artigo: Shin

Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas – a nova hospedeira
5 (100%) 3 votes

pinit_fg_en_rect_red_28 Aventura CaLuCe: O passageiro das trevas - a nova hospedeira

Leia Também:

1 Comment

  1. Muito bacana ver como foi o desenvolvimento anterior da aventura que logo logo Wenishay, Merlin e o próprio Markin empreenderia para evitar a vinda de Sombra da Morte…

Leave a Reply

Theme by Anders Norén