PREMISSAS

O sistema de magia padrão do GURPS não foi projetado para simular o nível de poder mágico encontrado na maioria dos cenários de fantasia épica. Conjurar magias exaure o mago, que acaba limitado, portanto, pelo seu vigor físico.

Com o objetivo de solucionar esse problema desenvolvemos o conjunto de regras apresentado neste capítulo. Elas ampliam a capacidade do mago de lançar mágicas, habilitando-o a realizar façanhas épicas, como destruir um castelo ou invocar um dragão.

GURPS True High Fantasy – Capítulo II – Premissas
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 GURPS True High Fantasy - Capítulo II - Premissas

Leia Também: