Os heróis continuam em sua missão em busca pelo Medalhão do Poder, nas terras desérticas de Alkemor. Dessa vez chegam às ruínas de Luckendor.

Nas ruínas dessa antiga cidade, os heróis encontram misteriosos habitantes que dizem ser adoradores de Valumbar. Eles revelam que a muito tempo aguardavam a chegada de estrangeiros que seriam  os escolhidos por Haran-Pharak para serem os novos portadores do medalhão.

Mas, o grupo descobre da pior forma que tudo isso era uma grande mentira…

Grupo: Grupo 2

Aventura Anterior: “A Cidade Perdida de Luckendor, 1ª Parte: Cruzando Myd-Arventhor

PdJsZelotKrusther Nesmish, Eberk, Sean Kallingard

PdMs: Vlendzer Goodbarrel, Cedric Longbranch, Miyu Katsurana, Youssef Barandor, Sâmira Olhos-de-Esmeralda

Local: Ruínas da Cidade de Luckendor, Myd-Arventhor, o Deserto dos Mortos, Alkemor

Descrição: Os heróis são lubridiados por uma bela mulher chamada Latifa e o pelo misterioso Profeta Mennak. Eles descobrem que toda a história contada pelos habitantes de Luckendor não passava de uma farsa. Latifa era na verdade Halaman, o mago sha’ir que a tempos vem causando problemas ao grupo. Os adoradores de Valumbar eram Yuan-Tis Língua das Trevas, criaturas adoradoras de Sviluss,  o Deus Serpente. Ambos os inimigos cruzaram o caminho dos heróis nas Cavernas Mulich.

A única intenção de Halaman e dos Yuan-tis era encontrar o lendário Olho-de-Fogo. Para isso manipularam os heróis para que recuperassem a terceira chave de Haran-Pharak: O Pedestal Negro, escondido nas catacumbas do Templo de Valumbar, na antiga Praça da Tríade de Luckendor.

Essa aventura foi jogada grande parte on-line, através da plataforma Roll20. Segue abaixo a lista das sete sessões que descrevem essa extensa aventura:

Conclusão: Apesar dos heróis perderem as três chaves de Haran-Pharak para Halaman e por pouco não morrerem soterrados, conseguem vencer os yuan-tis nas Catacumbas e no Templo de Valumbar. No final dessa aventura eles chegam até  a Praça da Tríade, onde precisavam impedir que Halaman e Vorssenach chegassem até o Medalhão do Poder. Os vilões haviam aberto a Tumba de Haran-Pharak graças ao uso das Três Chaves: o Bastão dourado, a garota Sâmira e o Pedestal negro. Os heróis chegam no exato momento em que os inimigos se preparavam para adentrar na tumba onde se encontra o Olho-de-Fogo.

Fato importante: Os grandes vilões da trama pela busca do medalhão em Alkemor se revelam. A Tumba de Haran-Pharak havia sido aberta e o medalhão poderia ser finalmente encontrado.

PS: Essa foi uma aventura que colocou a todo vapor os recursos disponíveis do Roll20. Graças a essa grande ferramenta foi possível jogar até mesmo com Daniel, que se encontrava morando na Austrália.

PS2: O título dessa aventura revelava a verdadeira natureza dos adoradores de Valumbar. Se prestassem atenção, os jogadores poderiam suspeitar desde o início.

Aventura Posterior: “A Cidade Perdida de Luckendor, 3ª Parte: A Tumba de Haran-Pharak”

760d4-ruinas3 A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]

Ruínas de Luckendor.

dae3a-sentinela_de_valumbar A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]

Sentinela Valumbar.

151b1-yuan-ti2 A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]

Yuan-tis Línguas-das-Trevas.

acad8-vorssenach A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]

Vorssenach, líder dos Yuan-Ti Língua das Trevas, Alkemor.

c6307-halaman2 A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]

Halaman, mago Sha’ir de Alkemor.

A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]
Avalie o conteúdo

pinit_fg_en_rect_red_28 A Cidade Perdida de Luckendor, 2ª Parte: A Águia, a Coruja e a Serpente [Resumo]

Leia Também: